KUARUP EM GAÚCHA DO NORTE.

A população indígena de Gaúcha do Norte, realiza nos dias 17 e 18 de agosto a tradicional festa do Kuarup na aldeia Tanguro. Devem participar do evento cerca de três mil índios de cinco aldeias do município, sendo os Kuikuro, Yawalapiti, kamaiurá, Waura e Mehinako.

Foto: Marrayury Jair Kuikuro

A Festa do Kuarup é uma cerimônia de despedida realizada por diferentes tribos indígenas brasileiras que habitam o Parque do Xingu.

O Kuarup é uma das tradições mais importantes para os índios do Xingu, reservada apenas para grandes líderes, guerreiros ou descendentes de linhagem nobre. A mitologia indígena dá conta de que o ritual se iniciou quando Tãugi, o criador, andava sobre a Terra, e que foi ele que ensinou a seus filhos essa tradição – daí que apenas os descendentes de Tãugi têm direito a essa honra.

No Kuarup, cada pessoa homenageada é representada por uma tora de madeira (também chamada Kuarup), de cerca de 1,60 metros de altura. Os Kuarups são fincados no chão da aldeia, pintados e enfeitados pelas famílias dos mortos, que acendem, diante deles, uma pequena fogueira. Na presença dos Kuarups, os índios choram, cantam, dançam e lutam, ao som dos maracás, instrumento feito de cabaça com objetivos místicos.

O ritual dura cerca de dois dias. Ao final da cerimônia, os Kuarups são lançados no rio, simbolizando a libertação da alma daqueles que partiram e marcando, para a família, o fim do período de luto.

querenciahoje.wordpress

Responder

comment-avatar

*

*