Leilão para privatizar BR-163 em MT deve sair a partir de outubro

A previsão do governo federal é de que o leilão para privatizar trechos da BR-163 em Mato Grosso possa acontecer entre outubro e dezembro. No início do ano, a superintendente de Exploração de Infraestrutura Rodoviária da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), Viviane Esse, confirmou que 821,6 quilômetros devem ser privatizados entre Sinop e a divisa com Mato Grosso do Sul.

Os pedágios devem começar a ser cobrados quando cerca de 10% das obras estiverem concluídas – esse percentual representa 43 quilômetros. 9, dos 19 municípios que estão diretamente ligados à rodovia nos trechos, podem receber as praças: Itiquira, Rondonópolis, Santo Antônio de Leverger, Cuiabá, Jangada, Diamantino, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso.

A empresa que ficará responsável pelo pedágio deverá instalar na rodovia câmeras de segurança, equipes de socorristas e guincho. O valor do pedágio para carros de passeio deve variar entre R$ 2,4 e R$ 3,4, dependendo do trecho.

De acordo com a Folha de São Paulo, além da BR-163, nos três leilões esperados entre outubro e dezembro, também estão previstos trechos da BR-101 (Bahia), BR-060 (que passa por Goiás e Distrito Federal), BR-153 (Goiás e Minas Gerais) e BR-262 (Minas Gerais) e BR 267 e BR 262 (Mato Grosso do Sul). O quinto e último bloco será das BR-116 e BR-040, ainda sem data definida para ir à leilão. Ao todo, 7,5 mil km serão concedidos em cinco pregões, em todo país, a partir de setembro. Weverton Correa e Alex Fama

Responder

comment-avatar

*

*