Lideranças e partidos falam da desistência de Luiz Schuster

A desistência da candidatura de Luiz Schuster a prefeito repercute no município e na região. Diversos nomes crescem na coligação partidária para as convenções municipais entre os partidos que integram a base do governo municipal. Pela pesquisa realizada no começo de abril pelo Jornal Interativo, depois de Schuster, os nomes mais lembrados entre os partidos aliados são: Mauro Rosa da Silva com 9%, Dr. Celso Vasconcellos com 2,3%, Edílson Spenthof com 2%, Nelcindo Iappe, Marco Malburg e Dr. Ailton Borges de Lima com 1%. Schuster tinha 34,3% na pesquisa estimulada. Na espontânea, também foram lembrados os nomes de Junior Garrutti com 0,7% e Ari Zandoná com 0,3%.

O prefeito Maurício Cardoso Tonhá comentou que todos precisam respeitar a decisão de Schuster. Segundo o prefeito, as pessoas só podem fazer o que o coração lhes manda. Maurição agradeceu a tudo que Schuster fez, pois sempre pautou sua vida pública com honestidade e maestria. O prefeito também disse que, em no máximo 10 dias, os partidos que integram o arco de aliança da situação deverão apresentar nomes fortes como pré-candidatos a prefeito. Maurício Tonhá antecipou os nomes de Lírio Maggioni, Maurão, Celso Vasconcellos, Cleber Dias, Ari Zandoná, Júnior Garruti e Pedro Bonetti, entre outros, como lideranças bem aceitas entre os partidos da aliança.

Mauro Rosa da Silva, o ‘Maurão’, afirmou que está pronto para sair candidato, mas que a decisão deverá sair do grupo que dá apoio à administração. “Reconheço que existem bons nomes já citados como pré-candidatos, e os melhores serão apresentados à população”, frisou ele. O advogado Selso Lopes de Carvalho se disse confortado com a desistência de Schuster, por quem afirmou ter muito apreço. “Se estivéssemos em lados opostos, seria com tristeza pelo sentimento familiar”, disse ele. Carvalho lembra que muitas coisas ainda poderão acontecer até o dia 30 de junho, data final para as convenções partidárias. Ele declarou que a política é dinâmica e nada impede que outras candidaturas surjam nesse interim. “O jogo neste momento está 0x0. Não existem candidaturas definidas, nem na situação, nem na oposição”, lembrou. Para ele, só nas últimas horas de junho é que os nomes serão conhecidos oficialmente. Analisando a retirada de Schuster, Selso disse acreditar que o vice-prefeito analisou em não assumir o ônus do desgaste de dois mandatos e a briga da futura campanha, que será onerosa e cansativa.

O empresário do agronegócio, Junior Garrutti, foi lembrado na pesquisa do Jornal Interativo em abril. Ele teve 2 votos ou 0,7% da preferência dos aguaboenses. Garrutti assinou ficha no PR, Partido da República, o mesmo partido do prefeito Maurição. Ele disse que faz parte do grupo da situação cujos partidos integrantes possuem nomes fortes para a disputa, para continuar o projeto de desenvolvimento para a cidade. “Nunca participei de um processo político, mas a rejeição de algúem é normal quando a pessoa está nesse meio. Acho que o grupo deve apontar esses pré-candidatos o mais breve possível. Se o grupo entender que devo ser, sairei candidato a prefeito, sim”, enfatizou Garrutti.

Já o Dr. Mariano Kolankiewicz disse que não poderia comentar uma decisão pessoal do Dr. Schuster, sendo pré-candidato a prefeito por um partido de oposição. Disse que o vice-prefeito deve ter seus motivos para tomar essa decisão. “No meu entender, Água Boa está vivendo um momento especial. O povo precisa ter serenidade e equilíbrio para ouvir as lideranças e tomar suas decisões”. Quanto ao fato de ter o segundo nome mais lembrado nas pesquisas, Dr. Mariano disse que desde o início de sua trajetória política, teve a postura de saber ouvir para tomar as decisões. “Estamos conversando com os partidos, pois nesse momento, é muito importante que o grupo esteja unido”, finalizou o médico.

Democratas se manifestam

O Partido Democratas enviou nota dizendo que entende e respeita a desistência do pré-candidato a prefeito, Dr. Luiz Schuster. Um cidadão ilustre, que possui relevantes e inquestionáveis serviços prestados ao município de Água Boa. Diante desta conjuntura política, o Democrata irá se reunir para deliberar com seu Diretório Municipal, sobre a possível indicação de um nome a pré-candidato dentro do próprio partido, pois possui pessoas em seu quadro com capacidade e experiência para concorrer às eleições. O Democratas cita os nomes: Lírio Maggioni, filiado a muitos anos e ex-secretário municipal, Dr. Celso de Oliveira Vasconcelos, médico, empresário, ex-vereador, e José Ari Zandoná, Vereador por 06 (seis) mandatos. Segundo o Democratas, esses nomes tem capacidade e conhecimento dos problemas do município. O partido também acredita no potencial de outros possíveis pré-candidatos dos partidos que formam a base de apoio da atual administração. Citou os nomes do Vereador Mauro Rosa da Silva (Maurão), e Junior Garrutti, empresário rural. Neste sentido a população de Água Boa pode se tranqüilizar que existe bons nomes de pessoas sérias e reputação ilibada para administrar nosso município, finaliza o documento do Democratas. A nota veio assinada por José Ari Zandoná, vice-presidente do DEM. Outros partidos também foram procurados para se manifestar sobre essa nova conjuntura política.

Interativa fm

Responder

comment-avatar

*

*