Lutador canaranense de jiu-jitsu fecha o ano com 16 medalhas e um cinturão

Cowboy com o presidente da Excombate
CANARANA – O lutador canaranense de jiu-jitsu, Mario Edson de Oliveira Silva, 37 anos, popular Cowboy, termina o ano de 2014 com a participação em oito campeonatos e a conquista de 16 medalhas mais um cinturão. Desse total foram duas medalhas de bronze, 04 medalhas de prata, 10 medalhas de ouro e o cinturão no Panamericano.
A grandeza da conquista de Cowboy é ainda maior porque ele não tem a perna esquerda. Em 2004 ele sofre um acidente de moto em Barra do Garças e teve que amputar a perna. O acidente foi no dia 05 de Agosto. A exato quatro meses depois, em 05 de Dezembro, Mario disputou o estadual e ganhou três medalhas.
Cowboy luta atualmente na categoria normal e na parajiu-jitsu, que é para atletas com deficiências físicas. Porém, a maior parte das conquistas de Mario é na categoria normal, quando ele enfrenta lutadores sem deficiências. Do total de 16 medalhas, 11 foram na categoria normal, além do cinturão.
Cowboy no Argentina Open
Cowboy junto com grandes mestres do jiu-jitsu mundial
Em algumas competições outros lutadores de jiu-jitsu de Canarana participaram. No estadual deste ano realizado em Cuiabá a equipe de Canarana contou com 12 atletas e levou o primeiro lugar como equipe mais disciplinada da competição.
Mario treina jiu-jitsu há 20 anos e mora em Canarana há 09 anos. Aqui, ele tem a G2 Transportes, a G2 Equipamentos, a G2 Paintball, e neste ano abriu um Centro de Treinamentos de jiu-jitsu, tendo já 35 alunos na academia, que funciona na antiga Casa dos Freios.
Sobre os resultados no ano, Cowboy falou: “Foi um resultado muito bom. A tendência no ano que vem é disputar mais campeonatos, inclusive internacionais, na Argentina, Estados Unidos e Abu Dhabi”, informou.
Cowboy agradece aos seus patrocinadores: Bayer, Rural Canarana, Prefeitura (pref. Evaldo, secs. Jorge e Enio), Clínica da Família, Disvale, Fazenda Vale Verde, Fazenda Vera Cruz do Xingu, Resende Transportes, Agrocanarana, Aventureiros do Xingu, Excombate e Jornal O Pioneiro. via JOpioneiro

Responder

comment-avatar

*

*