Manifestação em Cuiabá reuniu cerca de 30 mil pessoas, calcula PM

Grupo seguiu em passeata da Prefeitura de Cuiabá até a Assembleia.
Manifestação foi pacífica na maior parte do trajeto de cerca de 6 km.

Aproximadamente 30 mil pessoas tomaram as ruas de Cuiabá nesta quinta-feira (20) marcada por manifestações em todo o país. O número é uma estimativa da Polícia Militar, que sobrevoou a cidade de helicóptero e acompanhou a movimentação desde seu começo na Praça Alencastro (centro da cidade, em frente à Prefeitura) até o encerramento no prédio da Assembleia Legislativa (AL), a cerca de seis quilômetros de distância do início da passeata, onde ocorreram alguns princípios de tumulto e depredações.

Na capital mato-grossense, o protesto serviu para a população expressar uma indignação abrangente: contra as condições do transporte coletivo na cidade; contra os gastos do governo com a realização da Copa do Mundo de 2014 em detrimento dos investimentos em saúde, educação, mobilidade urbana; contra a proposta de emenda constitucional 37 (PEC 37, que retira o poder de investigação do Ministério Público); contra a violência policial; contra a permanência do deputado estadual José Riva (PSD) na Assembleia Legislativa; contra a corrupção em geral; pela reforma política e outros.

Passeata
Com cartazes, faixas e bandeiras do Brasil, o grupo de manifestantes saiu da Praça Alencastro às 17h e desceu a Avenida Getúlio Vargas para tomar a Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha).

Parte do grupo resolveu sair da Praça Alencastro e passar por outras regiões centrais, subindo a Avenida Getúlio Vargas com direção à sede da Secretaria Extraordinária da Copa 2014 (Secopa) para depois ocupar a Praça 8 de Abril, descer a Isaac Póvoas e adotar o roteiro com direção à AL.

Na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA) os manifestantes já estavam em maior número. Eles tomaram os dois lados da via, que consistiu no maior trecho da passeata, cujo ponto final foi o prédio da AL.G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*