Marido que ajudou a torturar e matar esposa será julgado no dia 20 de março em Querência

Será julgado dia 20 de março, Washington Luís Pereira Martins, o Zoreia, 31 anos, acusado de participar da morte da esposa Nayara Pereira Quintino, 23 anos, durante sessão de tortura que demorou seis horas. O crime abalou a cidade de Querência  em novembro de 2011 e repercutiu nacionalmente devido a crueldade do assassinato.

A jovem foi capturada e levada para uma casa abandonada onde foi amarrada numa cama e violentada várias vezes inclusive sendo riscada de faca. De acordo com denúncia, Washington contratou Jhonatan Rodrigues de Souza, 21 anos, para executar o crime aproveitando o fato que o criminoso não gostava de Nayara. Eles já tinham trabalhados juntos e Jhonatan se queixava de ser esnobado pela jovem.

Segundo depoimento prestado à polícia a intenção era humilhar a vítima antes de concluir o crime. A acusação diz ainda que Washington durante as torturas perguntava a Nayara, amarrada na cama, se ela iria ainda o trair. Após seis horas de humilhação, o marido ordenou que Jhonatan matasse a jovem e saiu do quarto.

Nayara foi asfixiada com uma sacola plástica, porém os médicos legistas informaram que ela só morreu depois e teria agonizado por doze horas.

Outro fato que chamou atenção foi a frieza de Washington, que no dia seguinte ao crime, procurou a imprensa de Querência com uma foto de Nayara para anunciar o desaparecimento dela. Washington e Jhonatan estão presos na penitenciária Major Zuzi em Água Boa. A expectativa é de muita comoção durante o julgamento de Washington devido a repercussão deste caso. olhardireto.

Responder

comment-avatar

*

*