MARINHA DO BRASIL E PREFEITURA FORMAM MAIS 26 PILOTOS PROFISSIONAIS EM NOVA XAVANTNA

Encerrou-se no último dia 09, no plenário da Câmara Municipal, o Curso de Formação de Aquáviários (CFAQ-1), ministrado pela Marinha do Brasil, através da Agencia Fluvial de São Félix do Araguaia, responsável pela administração da navegação na bacia do Rio das Mortes.

O trabalho é fruto da parceria Prefeitura de Nova Xavantina, através da Secretaria Municipal de Turismo e Meio Ambiente, e a Marinha do Brasil, através da Agência de São Felix, e já capacitou, desde o início da atual administração, em janeiro de 2.009, mais de 90 pilotos profissionais locais; qualificou cerca de 400 piloteiros com a realização de cursos para a emissão da carteira Arrais Amador e regularizou a documentação de cerca de 150 embarcações do município,

Nesta etapa, a equipe de oficiais veio chefiada pelo Comandante Capitão Tenente Eduardo Braga dos Santos, acompanhado do 1º Sargento Ricardo e 2º Sargento Carlos Gomes; e ministraram o curso para vinte e seis candidatos, que agora estão legalmente habilitados para trabalhar profissionalmente de piloto; diferente de quem possui apenas a carteira Arrais, que só o capacita para a navegação para recreação e esporte, sem poder aferir lucros com a atividade.

Falando ao Portal de Notícias da Prefeitura de N.X., o Capitão Braga ressaltou a eficiente parceria existente entre a Marinha do Brasil, por intermédio da Agência Fluvial de São Félix do Araguaia, e o município de Nova Xavantina, através da Secretaria Municipal de Turismo e Meio Ambiente.

O Capitão destacou a atuação da equipe da Secretaria, que tem dado condições para que a Marinha realize, com êxito, as atividades de Inspeção Naval, emissão de Carteiras de Arrais-Amador, registro de embarcações, além de levar a qualificação para as pessoas do município, visando a Segurança da Navegação.

Em relação ao Curso de Formação de Aquaviários (CFAQ-1), o Comandante Braga ressaltou a evolução da turma, mencionando o conhecimento que foi construído a cada dia, até a conclusão do curso, momento em que os alunos passaram a ser profissionais Aquaviários.

Destacou ainda que, com a formação que os alunos receberam, eles certamente lidarão com a embarcação e com o meio aquaviário de uma maneira diferente, com responsabilidade em relação à segurança do tráfego aquaviário, à proteção da vida humana nos rios e a prevenção da poluição ambiental, demonstrando responsabilidade social no exercício da profissão.

Segundo o Capitão, “muitas pessoas tem a intenção de trabalhar profissionalmente, recebendo remuneração, formando a tripulação de alguma embarcação. No entanto, fazem isso sem ter a devida qualificação para trabalhar embarcado. Há ainda aqueles que desempenham atividades remuneradas, como transporte de cargas e manobrando com balsas, entendendo que a Carteira de Arrais-Amador dá esse direito…”

“Na verdade é um engano…” diz o Comandante, “a carteira de Arrais-Amador dá o direito de comandar uma embarcação apenas para “ESPORTE E RECREIO”. Aqueles que desejam trabalhar recebendo ganhos financeiros precisam ter a carteira de Aquaviário Profissional” concluiu.

O curso CFAQ-1 destina-se ao ingresso na Marinha Mercante nas categorias de Marinheiro Auxiliar de Convés e Marinheiro Auxiliar de Máquinas. O aluno que conclui o curso recebe um certificado de conclusão, atestando que está qualificado para compor tripulação, exercendo a função de Marinheiro Auxiliar de Máquinas ou Marinheiro Auxiliar de Convés. Como se trata de um curso profissional, o aluno recebe também uma Carteira Profissional de Aquaviário, emitida pela Marinha do Brasil.

Este é mais um passo dado pelos poderes públicos no sentido de contribuir para garantir a qualidade e segurança na navegabilidade do Rio das Mortes, aspectos cada vez mais importantes no dia a dia dos usuários do rio.

noticiasnx.EZIO GARCIA

Responder

comment-avatar

*

*