Mato Grosso leva jovens talentos da música ao Congresso Brasileiro do Algodão

A Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (AMPA), responsável pela realização do 9º Congresso Brasileiro do Algodão, levará duas atrações da terra para dar um brilho especial ao evento que será aberto hoje terça-feira (3 de setembro), em Brasília, e é considerado o maior do setor algodoeiro.
A Orquestra Jovem do Estado de Mato Grosso – integrada por músicos formados pelo Instituto  Ciranda Música e Cidadania e regida pelo maestro Murilo Alves – e Bruna Viola, que, aos 20 anos, já é um expoente da música sertaneja de raiz,  foram convidados pela organização do 9º CBA para representar a arte mato-grossense na capital federal. O CBA acontece este ano em Brasília por questões logísticas e também por conta da vocação da capital para ser palco de grandes decisões.
“O fato de estarmos na capital do País só reforça a responsabilidade da AMPA como organizadora do Congresso Brasileiro do Algodão, e por isso estamos apostando em jovens talentos mato-grossenses – de gêneros musicais diversos – para mostrar que a riqueza e a diversidade desse estado não se restringe à cotonicultura”, comenta Milton Garbugio, presidente do 9º CBA e da AMPA.
A Orquestra Jovem de Mato Grosso se apresentará na solenidade de abertura do Congresso, na próxima terça-feira (3 de setembro), às 19h30m, no Hotel Royal Tulip Brasília Alvorada. A cerimônia contará com a presença do governador de Mato Grosso, Silval Barbosa.
Além, da execução do Hino Nacional, a orquestra apresentará um repertório que deverá emocionar o público com “Milonga del Angel” de Astor Piazzola e “Merceditas” de Ramon Sixto Rios, e um arranjo do compositor Kleberson Calanca que mistura trechos de clássicos da música popular brasileira como “Garota de Ipanema”, “Tico-tico no fubá” e “Aquarela do Brasil”, entre outros. A Orquestra Jovem de Mato Grosso foi formada em 2007 e desde então recebe em seu núcleo de estudos alunos oriundos das diversas classes de instrumentos oferecidos pelo Instituto Ciranda em Cuiabá e outras cidades do interior.
“É muito importante para a Orquestra Jovem de Mato Grosso participar de um evento desta grandeza, levando cultura em um momento importante para nosso Estado e também para a história das organizações aqui presentes. Convites como este são recebidos com muito entusiasmo porque refletem o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo Instituto Ciranda, do ponto de vista social, cultural e artístico”, afirma o maestro Murilo Alves, que é também presidente do Instituto Ciranda Música e Cidadania.
Música de raiz  – A jovem Bruna Viola fará sua participação no CBA no Jantar de Confraternização, na segunda noite do evento (quarta-feira), a partir das 20h, no Hotel Royal Tulip Brasília Alvorada. Segundo sua assessoria, Bruna apresentará um repertório baseado na música de raiz, incluindo clássicos como “Pagode em Brasília” e “Moradia” de Tião Carreiro e Pardinho, “Comitiva Esperança”, “Romaria” e também números instrumentais como “Barranca do Rio” de Mazinho Quevedo, tema do programa “Terra da Gente” e “Luzeiro” de Almir Sater, entre outros.
Aos 20 anos, a cuiabana Bruna Kamphorst é praticamente uma veterana na carreira artística, iniciada aos 11 anos. Desde então, vem fazendo shows por todo Brasil e conquistando o público jovem para a música sertaneja de raiz. Talentosa e bonita, Bruna fez participação especial na novela global “Paraíso” (2009) e tem se destacando em festivais e outros tipos de eventos nacionais cujo foco principal é o instrumento que é também seu sobrenome artístico.24 Horas News

Responder

comment-avatar

*

*