Mato Grosso tem profissionais com formação na Escola Superior de Guerra

O Estado de Mato Grosso tem investido na formação de profissionais do quadro da Segurança Pública, subsidiando cursos, treinamentos e qualificação em centros de estudos e pesquisas renomados do Brasil. Um deles é a Escola Superior de Guerra (ESG), do Ministério da Defesa, destinada a formação acadêmica e aprimoramento do conhecimento de diferentes segmentos das forças de segurança e justiça.
Com formação na ESG, a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso tem entre seus servidores oito delegados de polícia e dois atualmente em processo de capacitação. Até o final deste ano, serão nove delegados com diploma do Curso Superior de Inteligência Estratégica e um no Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia.
Anualmente, Mato Grosso designa para cursos na Escola Superior de Guerra, servidores da Polícia Judiciária Civil e também da Polícia Militar, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Corpo de Bombeiros. Os cursos da ESG destinam-se a formação de profissionais para exercício de funções de direção e assessoramento superior para o planejamento da Defesa Nacional, nela incluídos os aspectos fundamentais da Segurança e do Desenvolvimento.
Além dos policiais dos estados, o público da ESG são delegados das Polícias Civis, delegados e agentes da Polícia Federal, oficiais da PM, peritos, auditores da Receita Federal e outros servidores das esferas federal e estadual.
Para o delegado Marcelo Felisbino Martins, a Polícia Civil vem correspondendo as expectativas do investimento nessas capacitações, pois todos os seus servidores com certificação ESG estão inseridos em cargos estratégicos na Segurança Pública. O delegado é um dos exemplos. Atualmente ocupa o cargo de diretor de Inteligência da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso. “O curso possibilita aos seus alunos uma visão macro do Brasil, mostrando as peculiaridades das ações estratégicas de Estado, o que de certa forma também pode ser aplicado na Polícia Civil quando ela se relaciona com outras instituições e até mesmo no trato com seu público interno e a população a que serve”, destaca.
São cerca de 5 meses de formação no Instituto de Altos Estudos de Política Estratégicas e Defesa, da Escola Superior de Guerra (ESG), no Estado do Rio de Janeiro (RJ), que tem em seu quadro professores altamente renomados, integrantes das Forças Armadas, do Itamarati, da Polícia Federal, Agência Brasileira de Inteligência e delegados da Polícia Civil.
A delegada Maria Alice Amorim, atualmente é uma das alunas do Curso de Altos Estudos de Política e Estratégia (CAEPE), da ESG, que forma policiais civis e militares do Brasil e das Nações Amiga, para o exercício de funções de direção e assessoramento de alto nível da administração pública. O curso prepara o profissional para avaliar as problemáticas do Estado dentro das expressões do poder. “Eu optei por este curso porque desejava ver o país de uma forma olística. Sempre entendi que as decisoes devem ser planejadas para melhor executadas e com menor custo. Estou buscando a aprender a técnica para dar ao gestor mais segurança ao decidir”, afirma.
Para o secretário Adjunto de Inteligência, delegado Wylton Massao Ohara, o Curso Superior de Inteligência Estratégica, é um dos melhores cursos que já realizou em sua carreira policial, pelo conhecimento e preparo que oferece ao profissional. “Os profissionais que passam pela ESG saem com uma imensa bagagem que permite o assessoramento na tomada de decisões e planejar dentro da perspectiva de análise de cenários”, disse.
Possuem formação pela Escola Superior de Guerra (ESG) os delegados Marcio Oliveira Cambahuba, Gerson Vinicius Pereira, Miguel Rogério Gualda Sanches, Alessandra Saturnino, Marcelo Felisbino Martins, Newton de Camargo Braga, Wylton Massao Ohara e Anderson Clayton da Cruz Veiga. Estão em processo de formação os delegados Juliano Silva de Carvalho e Maria Alice Barros Martins Amorim.
ESG
A Escola Superior de Guerra (ESG), criada pela Lei nº 785/49, é um Instituto de Altos Estudos de Política, Estratégia e Defesa, integrante da estrutura do Ministério da Defesa, e destina-se a desenvolver e consolidar os conhecimentos necessários ao exercício de funções de direção e assessoramento superior para o planejamento da Defesa Nacional, nela incluídos os aspectos fundamentais da Segurança e do Desenvolvimento.
A Escola Superior de Guerra funciona como centro de estudos e pesquisas, a ela competindo planejar, coordenar e desenvolver os cursos que forem instituídos pelo Ministro de Estado da Defesa. A Escola está subordinada ao Ministério da Defesa.
A ESG se localiza na área da Fortaleza de São João, no bairro da Urca, Rio de Janeiro. A Fortaleza foi mandada construir, em 1565, por Estácio de Sá, na várzea entre os morros Cara de Cão e Pão de Açúcar e marca a fundação da cidade do Rio de Janeiro e o domínio português na Baia da Guanabara.

Responder

comment-avatar

*

*