Médicos de Mato Grosso aderem hoje à paralisação nacional

Os médicos mato-grossenses que trabalham na rede pública paralisam as atividades a partir das 12h. Os profissionais devem se reunir às 14h, na sede do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT) em Cuiabá. O Movimento Médicos pela Saúde faz parte do calendário nacional. A categoria busca investimentos do governo e garantia de condições para cuidar adequadamente da população. As paralisações também são um protesto contra as propostas do governo federal em importar médicos com diplomas estrangeiros sem revalidação e os vetos da presidente Dilma Rouseff relacionada a Lei do Ato Médico.

De acordo com a presidente do conselho no Estado, Dalva Alves das Neves, as medidas do governo são arbitrária e demonstram desrespeito com a categoria e a população.  “Nosso maior objetivo é garantir que todo cidadão brasileiro tenha seu direito de receber atendimento digno, de qualidade e por profissionais capacitados”, disse, por meio de assessoria.

Os atendimentos de urgência e emergência, bem como as escalas de plantão estão mantidos normalmente.

Cerca de 20 estados devem aderiam a paralisação. A Federação Nacional dos Médicos (Fenam), que reúne sindicatos da categoria, confirmou, na semana passada, que a mobilização é preparatória para a marcha ao Congresso Nacional, no dia 8 de agosto. No dia 10 está previsto uma avaliação dos sindicatos e se concluírem que não houve avanços a categoria poderá decretar greve geral. Só Noticia

Responder

comment-avatar

*

*