Moura afirma que separação da esposa e crise em uma das empresas motivaram-no a desistir de candidatura

 20120413 095356

As dificuldades financeiras em uma de suas empresas e o fim do relacionamento com sua esposa Maria Helena, foram os motivos alegados pelo suplente de deputado federal Eduardo Moura, que fizeram com que o mesmo desistisse de disputar a prefeitura de Barra do Garças.

Em entrevista ao Chocolate News, Eduardo Moura abriu o jogo e falou sobre os motivos que o levaram a desistir de disputar o pleito.

– Tive a oportunidade de ser candidato em 2008, mas devido aos compromissos firmados com o Vale do Araguaia e até por certa ingenuidade, acabei não aceitando entrar na disputa. Desta vez foi diferente, o sonho de ser prefeito era muito grande, pois tenho uma vontade muito grande de contribuir para o progresso desta cidade, juntamente com o grupo político que aqui nós formamos, mas infelizmente, eu fui surpreendido com uma situação difícil em uma das empresas que estava sendo dirigida por um sócio e, em razão da política, acabei me afastando um pouco e agora minhas atenções estão voltadas para esta empresa no intuito de dispor de tempo e recursos no objetivo de tentar salvá-la. Na questão familiar, já se tornou público minha recente separação da Maria Helena, uma pessoa por quem eu tenho o maior carinho e respeito e obviamente todos aqueles que já passaram por isso, são sabedores que é uma coisa que desgasta, estressa e te deixa pra baixo. A soma disso não me permite dedicar à campanha o tempo necessário, então eu resolvi abrir mão agora, enquanto ainda dá tempo do grupo MT Muito Mais construir uma campanha alternativa que possa até, com mais competência do que eu, administrar a cidade de Barra do Garças – disse Moura.

Questionado se não seria o momento de apoiar a candidatura de Sandro Saggin (PSB), que também faz parte do movimento MT Muito Mais, Moura foi enfático:

– Nós criamos o Movimento Mato Grosso Muito Mais exatamente para que nós mudássemos a forma de se fazer política em MT. Nós acreditamos que a melhor forma é fazer política com pessoas que tenham uma história, que agreguem companheiros, que tenham um passado inatacável, que possam fazer a política do bem e que construam uma política que nós possamos nos orgulhar. Infelizmente o Sandro na sua pré-candidatura não mostrou no início, a vontade de agregar e unir o movimento, dando mostra que tem uma história parecida com algumas lideranças do seu partido que desde o início do movimento numa se mostraram fazer parte deste movimento e nós precisamos manter este movimento unido e com o ideal de se fazer uma política diferente no estado de Mato Grosso, por isso, a idéia de pedirmos ao companheiro Ubaldino Resende, para que reflita e seja o nosso pré-candidato. Eu acredito que ao final, nós iremos entrar num entendimento para que o movimento tenha uma única candidatura em Barra do Garças – disse Moura.

Moura disse ainda que, não deixará a política e jamais abandonará Barra do Garças e que inclusive, vai estabelecer residência na cidade e estará participando ativamente da campanha política do Movimento Mato Grosso Muito, em favor da pré-candidatura de Ubaldino Resende. Questionado sobre a disputa de 2014, Moura sorriu e reafirmou o desejo de participar desta campanha de 2012 para só depois pensar em 2014.

CHOCOLATE

Responder

comment-avatar

*

*