Movimento Mais Araguaia: “Explosão agrícola chega à região de Porto Alegre do Norte e governo não faz a infraestrutura”; diz prefeito

Produtores chegaram à região e o estado só quer arrecadar impostos e não faz a sua parte

O Prefeito de Porto Alegre do Norte Edi Scorsin fez importante palestra durante a reunião de lideranças em busca de solução aprincípio para resolver os problemas de transporte de calcário a convite do Movimento Mais Araguaia nesta quarta-feira (29.08), que aconteceu nas dependências da Churrascaria Rocha em Ribeirão Cascalheira.

O prefeito iniciou sua fala lembrando que sua região ficou estagnada por mais de 20 anos após as aberturas de áreas da época do incentivo do governo federal pela SUDAM – Superitendência do Desenvolvimento da Amazônia.

“Tudo era feito na base do machado, motosserras e agora nos últimos quatro anos é que chegou a explosão do  desenvolvimento agrícola que já tinha acontecido na região de Primavera do Leste , Água Boa, Canarana e Querência”.

As dificuldades  enfrentadas na MT 326 – Rodovia do Calcário – com passagem pelo rio das Mortes através de balsas e a  manutenção da estrada que ainda não foi pavimentada, devido ao fluxo intensivo de mais de 400 carretas por dia  é sentido em toda a região do Araguaia e Xingu. Por que a maioria do calcário passa por ali.

“Nós estamos lá na ponta e sentindo os problemas das estradas por onde passa o calcário que está sendo tratado aqui. A reclamação do custo e até da falta de calcário é constante. Na nossa região temos dificuldade de mantermos as estradas em condições de trafegabilidade. Quando era os municípios que comandavam as máquinas que estavam com os consórcios era tudo mais fácil, agora temos que esperar a boa vontade do governo. Agora é tudo com base na política o deputado manda ficar em uma região por cerca de 60 dias e acontece que as regiões produtoras ficam sem as estradas”.>>>

As rodovias da região se não forem concertadas ainda no tempo da seca não vai conseguir tirar a produção. “Não temos armazéns e nem secadores toda a produção tem que sair de lá senão vai perder tudo nós vamos  nadar e nadar e morrer na praia. Agora no tempo da seca o calcário está chegando. Na safra passada com as chuvas foram mais pontuais, bem escaladas, não teve tanto problema e graças à colaboração da iniciativa privada não perdeu nada da produção. Só que agora as pontes estão todas acabadas, a coisa é crítica”.

Produção vai triplicar e preços de terras subiram mais de 500%

O prefeito ainda disse que vai triplicar o plantio na região 100 % soja, 100% milho. “Vai produzir e não vai tirar o produto para vender. Se chover bastante vai perder. No Norte Araguaia em cerca de 7 a 8 municípios que as coisas estão acontecendo agora. Terras que valiam 7 mil o alqueire (4,8 hectares) hoje vale até 35 mil. Ficamos 30 anos esperando este momento e não podemos perder esta produção”.

As prefeituras com baixa arrecadação mal está tocando os essenciais como a saúde e educação naquela região. Nem a saúde a parte de responsabilidade do estado eles estão pagando. ”Ainda bem que temos em Porto Alegre o grupo Itaquerê /Araguassu que é muito forte e entra com a gente em tudo o Édio Brunetta é a salvação daquela região e também outros grupos que estão chegando e fazendo tudo que era para o governo fazer”.

O governo Sinval se tonrnou desgoverno

“O governo até que recebe bem os prefeitos eles saem do gabinete satisfeitos e depois que viram as costas não acontece nada do prometido só que vira só mentirada. Éuns secretários que não cumprem nada não paga as empreiteiras. A SEMEC teve que tomar emprestada mais de 3.000 cabeças de gado para pagar obras que foi feita para o estado. O governo está botando a gente a zero mesmo, tem hora que até vergonha de ser político”.

O prefeito Edi Scorsin como os demais se prontificaram e convergiram com o movimento nas ações que forem necessárias. Foto Kassu/ÁGUA BOA NEWS

Responder

comment-avatar

*

*