MT recebe primeiro profissional do exterior para o ‘Mais Médicos’

Espanhol será capacitado para trabalhar em município do interior.
Médico desembarcou neste domingo (15) em Várzea Grande.

Mato Grosso recebeu neste domingo (15) o primeiro médico estrangeiro que irá atuar por meio do programa Mais Médicos, do governo federal, no interior estado. O espanhol desembarcou no aeroporto de Várzea Grande. Outros três profissionais devem chegar.

(Correção: ao ser publicada, esta reportagem errou ao informar que quatro médicos haviam desembarcado no estado. O erro foi corrigido às 11h18.)

Ao todo, são três estrangeiros (dois espanhóis e um hondurenho) e um brasileiro que estava no exterior que irão atuar neste primeiro momento. Os profissionais trabalhavam no México, Espanha e Venezuela. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), os profissionais irão passar por um treinamento na Escola de Saúde Pública para então seguir para o interior.

Os médicos, da primeira rodada do programa do governo federal, serão destinados para os municíos de CáceresGaúcha do Norte e Santo Antônio de Leverger, sendo que dois irão para Cáceres. Os pedidos foram feitos pelas prefeituras dos municípios ao Ministério da Saúde. Algumas solicitaram número bem superior ao homologado pelo órgão federal. Cáceres, por exemplo, pediu 15 profissionais.

A previsão, porém, é que sejam destinados um total de 13 médicos para trabalhar no estado. Porém, a contratação ocorre de forma gradativa. Antes, haviam sido anunciados 15. No entanto, esse número foi corrigido e reduzido para 13 por conta de problemas no processo ou pela falta de homologação por parte de dois trabalhadores com diplomas estrangeiros inscritos no programa.

O treinamento ocorrerá durante toda a semana. Nesse período, os profissionais, selecionados pelo Ministério da Saúde, deverão se inteirar sobre a dinâmica de funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS), bem como sobre as regras do Conselho Estadual de Saúde e o trabalho que deverão exercer nas unidades públicas de saúde.

A escolha dos municípios se dá, conforme o Ministério da Saúde, de modo a priorizar as áreas periféricas de regiões metropolitanas e às cidades de extrema pobreza para a distribuição dos profissionais em Mato Grosso.

A região Centro-Oeste foi a última em número de profissionais recebidos do governo federal, tendo sido contemplada com 36 nesta primeira rodada do programa ‘Mais Médicos’. A maior cobertura foi proporcionada ao Nordeste. Foram 261 profissionais.

O Ministério da Saúde esclareceu que a segunda rodada do programa já está valendo e que novas homologações de trabalhadores poderão ser feitas, inclusive daqueles que por algum problema com documentação acabaram tendo sua participação cancelada.  G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*