Não realização do Mega Leilão significa prejuízos a toda a pecuária mato-grossense, diz Acrimat

A preocupação com a possibilidade de não realização do Mega Leilão, evento realizado pela Estância Bahia e que já ganhou títulos de maior leilão do mundo.

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) divulgou nota através da qual revela sua preocupação com a possibilidade de não realização do Mega Leilão, evento realizado pela Estância Bahia e que já ganhou títulos de maior leilão do mundo.

De acordo com a Acrimat, o evento é o grande referenciador de qualidade e preço da pecuária local e também um dos principais leilões do país e sua suspensão acarretará em prejuízos a muitos criadores.

O Mega Leilão, previsto para o mês de abril, está suspenso em decorrência de decisão judicial, a qual foi concedida em resposta a uma Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE) por suposto funcionamento ilegal da Estância Bahia, devido à falta de licença ambiental, degradação de área de preservação permanente e vários outros crimes ambientais.

Confira a nota da Acrimat na íntegra:

“O Estado de Mato Grosso possui o maior rebanho bovino comercial do país com mais de28 (vinte e oito) milhões de cabeças, sendo a pecuária uma das principais atividades econômicas do Estado. Entre as ferramentas utilizadas pelos criadores para a comercialização de sua produção, o leilão se destaca devido ao seu alcance, visualização e se constitui no grande referenciador de qualidade e preço.

A Associação dos Criadores de Mato Grosso – Acrimat foi informada por associados sobre a suspensão da realização do Mega Leilão, evento realizado na cidade de Água Boa, na região nordeste do Estado, que comercializa em cada evento anual mais 30.000 (trinta mil) animais dos mais diversos criatórios integrando, inclusive, o calendário da pecuária de corte mato-grossense devido a sua relevância econômica.

A não realização do referido evento, sem dúvida alguma, acarretará enormes prejuízos aos associados vendedores, compradores e também à região.

Os leilões de gado em Mato Grosso comercializam uma média de 355 mil animais por ano, de acordo com Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea). Entre estes eventos, o Mega Leilão se destaca pelo volume de animais que vende, chegando a mais de 30mil, pelo número de produtores que mobiliza e pelos empregos diretos e indiretos gerados e se constitui no maior evento da pecuária de corte do Estado.

O Mega Leilão é um dos principais leilões de gado do país e por isso muitos associados buscaram à Acrimat para manifestar preocupação, uma vez que o evento integra o planejamento de venda e aquisição das propriedades. Sua suspensão representa uma quebra na programação econômica do produtor e os prejuízos serão inevitáveis.

A ACRIMAT, no interesse de seus associados vendedores e prováveis compradores, vem a público manifestar a sua preocupação com a possibilidade da não realização do MEGA LEILÃO.” Agro Olhar

Responder

comment-avatar

*

*