Nortão: delegado descarta latrocínio na morte de dono de lava-jato

A Polícia Civil desconsidera a hipótese de latrocínio nas investigações sobre o assassinato do dono de uma lava-jato em Colíder (160 quilômetros de Sinop), Edvaldo Rodrigues Salgado. Ele foi encontrado morto, na segunda-feira (1º), às margens da MT-320. A confirmação foi feita, esta manhã, ao Só Notícias, pelo delegado Sylvio do Vale Ferreira Júnior, que disse ser apurada mais de uma hipótese para o crime.

Sylvio disse que “estamos trabalhando todas as hipóteses, mas ainda não sabemos se foi algo passional, se ele tinha algum desentendimento com alguém. No entanto, latrocínio é uma das linhas que não está sendo trabalhada na investigação”. Pelo menos cinco pessoas já foram ouvidas no inquérito que, pela complexidade, deve demorar mais de 30 dias para ser concluído. Ainda é aguardado o laudo da perícia sobre as circunstâncias da morte.

Conforme Só Notícias já informou, sitiantes encontraram Edvaldo morto, dentro do seu veículo, um GM Celta, às margens da MT-320, a cerca de 15 quilômetros do centro. De acordo com a Polícia Militar, à princípio, duas perfurações por arma de fogo foram encontradas no corpo da vítima. Uma na nunca e outra próxima a um dos ouvidos. Só Noticias

Responder

comment-avatar

*

*