Nova contabilidade vai trazer transparência ao setor público

As mudanças na contabilidade aplicada ao setor público vão oportunizar mais transparência e controle social à gestão. Foi o que afirmou o secretário-auditor geral de Mato Grosso, José Alves Pereira Filho, na quinta-feira (22.08), na abertura do primeiro treinamento da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) sobre a nova contabilidade pública brasileira, com João Eudes Bezerra Filho, professor de renome nacional.
As novas regras, baseadas nas normas internacionais de contabilidade do setor público, contemplam informações em linguagem única sobre todo o contexto contábil: o que foi planejado e executado, bem como sobre os resultados, incluindo aspectos orçamentários, financeiros, econômicos e, sobretudo, patrimoniais.
Segundo José Alves, atualmente há um foco muito grande nos aspectos orçamentário e fiscal da contabilidade pública, sendo que o enfoque patrimonial fica em segundo plano. “O desafio para a classe contábil é implementar todas as inovações e também é uma oportunidade de resgatar a contabilidade como principal registro de informações da administração pública”, ressaltou.
Mato Grosso foi o primeiro do país a adequar seu plano de contas à nova contabilidade. Todas as mudanças devem ser implementadas de forma gradativa até 2014, conforme cronograma estabelecido pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), sob pena das contas estaduais e municipais não serem aprovadas pelos órgãos fiscalizadores.
TREINAMENTO
O treinamento da AMM segue até esta sexta-feira (23.08), com o professor João Eudes. Segundo ele, os modelos contábeis utilizados atualmente são ultrapassados, adotados desde as décadas de 1960 e 1970. Ele defende a mudança, uma vez que a sociedade exige uma transparência e controle no setor público.

 

Responder

comment-avatar

*

*