NOVA XAVANTINA: Apreensão de armas muda a linha de investigação do assassinato de Tato Japonês

Dois fatos acontecidos durante as investigações que buscam esclarecer quem são os autores do assassinato de Wagner Caniti Catenaci, o Tato japonês, ocorrido em 16 de outubro de 2.013, em Nova Xavantina, mudaram a linha de investigação da polícia civil local sobre o caso.

Relembrando o fato, Tato foi encontrado morto em sua fazenda na manhã do dia 16, após os vizinhos terem ouvido tiros no dia anterior e a saída em alta velocidade da caminhonete da vítima rumo à Nova Xavantina. Na época,  a polícia trabalhava com a hipótese de crime por execução, dado o conhecido envolvimento de Tato com drogas.

Esta semana o Delegado de Polícia Civil de Nova Xavantina, Dr. Marcos Aurélio Leão, procurou a imprensa local para esclarecer que a polícia aprendeu um revólver calibre 38, em ocorrência de tentativa de homicídio registrada no bairro Centro Oeste,  no último dia 15 de novembro,  arma esta que teria sido usado na morte de Tato, segundo informações apuradas.

O revólver estava em poder da dupla Paulo Sérgio Neves Gonçalves e Lucas Gonçalves Pereira, autores da tentativa, e foi encaminhado para a Perícia. Aguarda-se o retorno do exame e o respectivo laudo do confronto balístico das munições da arma com as perfurações encontradas no corpo da vítima, entre outros itens.

                                                          SUSPEITO

Por outro lado, Dr. Marcos afirmou que a polícia tem um suspeito concreto, o Sr.  Valdezir Vilela Souto, cujas investigações apontam como mandante do crime. O motivo seria o desejo de ficar  com a terra da vítima, já que Valdezir arrendava as terras de Tato e desejava possuí-las, mas não conseguia concluir o negócio, já que Tato sempre dizia que, “dalí, só sairia morto”.

A polícia apreendeu armas e munições que o suspeito estaria tentando esconder, primeiro passando para um sobrinho, que repassou para um terceiro, numa chácara local, onde a polícia chegou e apreendeu: uma pistola calibre 38, um revólver calibre 38, 44 munições calibre 38 para pistola, 34 munições calibre 38 para revólver e 23 munições calibre 22.

As investigações continuam.

interessantenews

Responder

comment-avatar

*

*