Nova Xavantina: Dia 11 termina o prazo para embarque de passageiros na Sala Vip do setor Xavantina; prefeitura negocia

Em ofício enviado ao prefeito Gercino Caetano Rosa na última segunda feira, 21, o proprietário do terminal rodoviário de Nova Xavantina, Geraldo Amâncio de Castro, notificou à Prefeitura acerca da necessidade do cumprimento art. 6º da lei municipal nº 847/2.000, que regula a concessão de prestação de serviços públicos do terminal rodoviário no município.

O artigo da lei assinada pelo então prefeito Névio Lorenzetti diz em seu texto: “Os veículos de transporte de passageiros interestadual e intermunicipal, dentro do perímetro urbano de Nova Xavantina-MT, ficam proibidos de efetuarem embarques de passageiros fora do terminal rodoviário oficializado pela Prefeitura Municipal”

O ofício fixa a data de 1º de novembro próximo –depois postergada para o dia 11- para o fim do embarque de passageiros na chamada Sala Vip da Viação Xavante, implantada na Av. Ministro João Alberto,  no setor Xavantina; bem como de outras empresas que por ventura estejam adotando o mesmo procedimento dentro do perímetro urbano.

Conforme noticiou o site IN, o assunto foi amplamente discutido em recente e acalorada reunião acontecida na Câmara Municipal, que contou com as presenças do prefeito Gercino, vice João Cebola, todos os vereadores, moradores do setor Xavantina e do empresário Geraldo Amâncio.

 Na oportunidade ficou definido que a Sala Vip não fecharia;  apenas os passageiros não poderiam mais embarcar no local, tendo sido decidido que uma comissão iria procurar a Viação Xavante, para saber da possibilidade da empresa disponibilizar uma Van para transportar os passageiros da Sala Vip para o o terminal rodoviário oficial do município, para o embarque dentro da lei.

Falando à nossa reportagem na manhã desta quinta feira, 24, o prefeito Gercino Caetano Rosa confirmou  a visita à Viação Xavante e a concordância da empresa em  disponibilizar a Van, conforme ficou combinado. “A sala vip não vai fechar, os passageiros poderão comprar suas passagens no local, apenas não poderão embarcar ali, serão transferidos de Van até a rodoviária. Só falta acertar os detalhes para o procedimento desta operação” explicou o prefeito.

Por outro lado, conforme foi ventilado na referida  reunião, o prefeito fez uma proposta para os proprietários da antiga rodoviária do setor Xavantina, de uma permuta da área com o terreno onde hoje se assenta o DMER, que seria transferido do centro do setor Nova Brasília para entrada da estrada do Garimpo, de propriedade do Sr. Geraldo Amâncio.

Segundo o prefeito Gercino, os proprietários estão analisando a proposta, e caso aceitem, a antiga e histórica  rodoviária do setor Xavantina seria entregue ao Sr. Geraldo Amâncio, que a revitalizaria e a transformaria novamente em terminal rodoviário do setor; e o DMER sairia do centro da cidade, um antigo desejo do Poder Executivo Municipal, desde administrações passadas.

Aguarda-se o pronunciamento dos proprietários.

Enquanto isso, a população do setor Xavantina se mobiliza. Na edição desta quinta feira do telejornal local “Alô Xavantina”, apresentado pelo vereador e repórter Nei Welinton, o Secretário Municipal de Turismo e Meio Ambiente, Valteri Araújo, demonstrou-se francamente contrário ao término dos serviços de embarque de passageiros no setor, uma conquista histórica da comunidade local.

“Essa lei pode ser mudada” disse o Secretário. O assunto ainda vai render.

Ezio Calanca Garcia -Interessante News

Responder

comment-avatar

*

*