Operação da Polícia Civil em Ribeirão Cascalheira desarticula quadrilha de traficantes

Concluindo um ciclo de investigações, foi deflagrada na quarta-feira (29.08), pela Polícia Judiciária Civil, a operação “Cascalheira” que resultou na prisão de 17 pessoas em Ribeirão Cascalheira. A operação tinha como objetivo o cumprimento de diversos mandados judiciais de busca e apreensão e de prisão temporária contra acusados do envolvimento no comércio ilegal de drogas na região.
Quarenta policiais civis, entre investigadores e escrivões, participaram da operação coordenada pelo delegado Marcos Leão. A operação contou com o apoio das delegacias de Bom Jesus do Araguaia, Querência , Canarana, Água Boa , Cocalinho, Nova Xavantina , Campinápolis , e Barra do Garças
O comércio de substancias entorpecentes, realizado pela organização criminosa, era investigado pela Delegacia Municipal de Ribeirão Cascalheira desde fevereiro deste ano. Ao longo das investigações, nove pessoas acusadas de tráfico de drogas e associação para o tráfico foram presas em flagrante, sendo duas pessoas presa em Canarana, uma em Querência e seis em Ribeirão Cascalheira.
Na operação foram utilizadas 13 viaturas para o cumprimento dos mandados de busca e apreensão e prisão temporária.  A ação da Polícia Civil resultou no cumprimento de 12 mandados de prisão temporária e 5 prisões em flagrante. Duas pessoas foram autuadas em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico e outras três por posse irregular de arma de fogo.
As prisões foram efetuadas nos municípios de Ribeirão Cascalheira, Querência, Água Boa e Barra do Garças.
De acordo com o delegado Marcos Leão, o resultado da operação foi positivo, mas outros mandados de prisão, resultantes da mesma investigação, ainda serão cumpridos “outros suspeitos de controlar o tráfico de drogas dentro dos presídios e cadeias públicas do Baixo Araguaia estão sendo investigados” disse o delegado, coordenador da operção.
Depois de cumpridas as formalidades de praxe, os indiciados foram encaminhados às Unidades Prisionais da região, onde se encontram à disposição da Justiça.
Presos
João Gomes Ferreira, conhecido como “Negão da Latinha”;
Josimeire Severino Gonçalves;
Ferdinado Carlos Pedrosa Marra, conhecido com “Fernandinho Moto Táxi”;
Fernando Santana da Costa Pedrosa, conhecido como “Fernando Filho”;
Raquel de Oliveira Melo;
Darlene Dutra de Souza;
Chayany Rodrigues Rocha;
Leandra Soares Cavalcante;
Dirce Terezinha de Miranda;
Gutemberg  Assis de Almeida, conhecido “Gut”, “Guto”, ou “Gustavo”
Roberto Felipe de Oliveira, conhecido como “Betão”
Diones Pereira da Silva;
Paulo Cezar da Silva Vieira, conhecido como “Cezar”, ou “Cezinha”;
Mauricio Felipe Ferreira, conhecido como “Buldogue”;
Ronaldo Nóbrega da Silva;
Osvaldo Pereira da Costa, conhecido como “Chicão da Vila Campinas”;
Simone Soares Cavalcante
CAMILA MOLINA
Assessoria PJC-MT

Responder

comment-avatar

*

*