Operação Independência resulta na prisão de 204 pessoas no interior do Estado

Mais de duzentas pessoas foram presas na operação “Independência”, desencadeada pela desencadeada pela Polícia Judiciária Civil com o objetivo de inibir a criminalidade nos municípios do interior do Estado, durante o feriado de 07 de setembro. A operação, coordenada pela Diretoria do Interior teve início na segunda-feira (02.09) e finalizou na sexta-feira (06.09).

Em cinco dias de operação, o trabalho realizado pelas delegacias de polícia do interior do Estado resultou em 72 ordens judiciais cumpridas, entre mandados de prisão e busca e apreensão, 204 presas, 153 flagrantes lavrados, 46 armas retiradas de circulação e 34 veículos apreendidos.

De acordo com o diretor do interior, Aldo da Silva Costa, a operação visa combater a criminalidade em geral, buscando trazer uma maior sensação de segurança a população. “Fica a critério da autoridade policial de cada delegacia analisar as peculiaridades da sua região e determinar qual o foco deve ser combatido”, disse o delegado.

Na regional de Rondonópolis (212 km ao Sul), 49 prisões foram efetuadas, 7 mandados foram cumpridos e 7 mandados foram cumpridos. Em diamantino (208 km a Médio-Norte), foram 24 prisões, 15 flagrantes, 7 mandados cumpridos, além da apreensão de 6 veículos.

Na regional de Cáceres (225 km a Oeste), a ação da Polícia Civil resultou na recuperação de R$ 284.486,00, de R$ 719 mil furtados, do cofre da agência bancária. O dinheiro foi apreendido em um sítio, na comunidade Roseli Nunes, entre os municípios de Mirassol D’Oeste e São José dos Quatro Marcos. Dezenas de maços de R$ 100, 50, 20 e 10 e cerca de R$ 10 mil em moedas foram encontrados em dois pontos diferentes da propriedade. As cédulas estavam dentro de um galão plástico de 50 litros, enterrados no pasto da propriedade. As moedas foram encontradas dentro de um tambor escondido debaixo de um pé de coqueiro.

A delegada de São José dos Quatro Marcos, Ana Maria Machado Costa, disse que o dinheiro foi contado na quinta-feira (05.09), pelo próprio banco e restituído à agência. “É uma responsabilidade muito grande ficarmos na guarda desse valor”, frisou. Assessoria/PJC-MT

 

Responder

comment-avatar

*

*