Operação Lei Seca submete a teste 108 motoristas, 40% estavam embriagados‏

Assessoria/PJC-MT

Centro e trinta e oito veículos foram abordados durante mais uma edição da operação Lei Seca, realizada na noite de sexta-feira (14.03), na Avenida Rubens de Mendonça (CPA),  próximo ao viaduto. A operação conjunta da Delegacia de Delitos de Transito (Deletran), da Polícia Judiciária Civil, Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran), Secretaria Municipal de Transporte Urbano (SMTU) e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Quase 110 motoristas de  92 carros e 41 motocicletas parados na blitz realizaram o teste de alcoolemia (bafômetro. Do total de motoristas submetidos ao teste, 40% estavam sob efeito de álcool, dos quais resultaram em 16 autos de prisão em flagrante pelo crime previsto no artigo 306, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que trata de “conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência”. A pena é de detenção de seis meses a três anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou habilitação para dirigir veículo automotor.

Também foram lavrados 3 termos circunstanciados de ocorrências, 19  carteiras de habilitação apreendidas, 8 o Certificado de Registro de Licenciamento Veicular recolhidos e notificados 52 motoristas, sendo  27 condutores notificados dentro do artigo 165 do CTB, que considera infração gravíssima dirigir sob a influência de álcool. A pena é de multa e suspensão do direito de dirigir por 12 meses, além de medida administrativa de retenção do veículo ate apresentação de um condutor habilitado e recolhimento do documento de habilitação.

O delegado Christian Cabral, informou que a operação começou às 23 horas e encerrou às 4 horas deste sábado (15). O delegado considera muito alto o número de pessoas dirigindo embriagadas. “Vinte e sete condutores estavam com teor de álcool abaixo de 0,34 e 16 acima desse número”, disse.

Responder

comment-avatar

*

*