Pacientes que sofrem de aneurisma cerebral aguardam cirurgia em MT

Alegação do governo é que não há vagas em Cuiabá, onde é feita a cirurgia.
Estado já paga R$ 3 mil em multas pelo atraso da cirurgia dos pacientes.

 Pacientes que sofrem de aneurisma cerebral e estão internados no Hospital Regional de Rondonópolis, a 218 quilômetros de Cuiabá, aguardam por cirurgia. Em um dos casos, já houve até determinação da Justiça, mas mesmo assim o procedimento não foi feito.

O pedreiro Antônio de Sales Silva diz que há quase dois meses aguarda uma cirurgia para a esposa que está internada no hospital com aneurisma cerebral. O laudo foi assinado por um neurologista no começo do mês passado e mostra que a paciente precisa ser operada imediatamente porque há risco de morte.

Para garantir que o procedimento fosse realizado, Sales buscou ajuda no Ministério Público Estadual (MPE), entrando com uma ação contra o estado para recomendar a cirurgia da esposa. “Não operaram até hoje e o médico já proibiu ela de andar porque quando anda ela passa mal. E isso já foi deixado bem claro que só vai melhorar depois que passar por cirurgia”, comentou.

De acordo com a decisão da justiça, o estado já paga R$ 3 mil em multas pelo atraso da cirurgia dos pacientes. Os problemas também ocorrem fora dos hospitais. Há três anos o aposentado Vicente Oliveira foi diagnosticado com aneurisma no abdômen. Ele já passou por vários exames e aguardar agora por uma autorização do estado para fazer atendimento no hospital da cidade.

Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde do Estado de Mato Grosso, a cirurgia de aneurisma é um procedimento complexo que é realizada no Hospital Geral, em Cuiabá. A secretaria também informou que os pacientes são regulados pelo município onde residem, mas precisam aguardar a vaga na capital. G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*