Padre Lizandro Não Suporta Prelazia de Casaldáliga e Renuncia

Após ter arrebanhado centenas de fiéis trazendo-os de volta à Prelazia de Pedro Casaldáliga, ou mais precisamente, para a sua animadora e prestigiadíssima missa, o carismático Padre Lizandro Poletto, surpreende a todos, rasgando a batina ou melhor o ?verbo? em plena missa.
Quando chegou em Alto Boa Vista-MT, o então Vigário, encontrou uma igreja esfacelada e completamente vazia. Há muito, os fiéis perderam a satisfação de frequentarem a missa e quaisquer que fosse as atividades na paróquia local. Uma das razões principais desse distanciamento não era outro, senão, as tantas e descabidas intransigências de Casaldáliga, dentre as mais graves, está a sua participação direta no dramático conflito entre a FUNAI e a classe produtora do município, onde, estes enfrentam na Justiça sob a parcimônia do tal ?Bispo,? um processo falacioso que ameaça transformar 70% do território boa-vistense em Terra Indígena. A postura de Casaldáliga, como colaborador da FUNAI, ajudando a construir a grande mentira sobre a terra ?Maraiwatsede,? em cima da gleba Suiá-Missú, constitui sua ofensa maior ao povo católico do Araguaia. Entre os pecados capitais do evangelho escravizante , professado pelo bispo rebelde do Araguaia e confessado por ele mesmo, está na sua fixação pela pobreza e miséria extrema. O Coronel de batina, não permite a seus fiéis e nem a ele próprio, uma vida com abundancia.

O jovem padre Lizandro, é fruto de uma teologia moderna e apuradíssima no academicismo filosófico. Rebento livre das influencias do paganismo utópico e das ideias marxista, é membro ativo da geração paz e amor, mais conectada com a transmutação da alma humana. O agora, ex-padre, adepto de uma conjuntura sócio-espiritual mais harmônica, não suportaria mesmo, por muito tempo, os preconceitos do velho bispado do Concilio de Medélin, nem tão pouco a rabugice caduca e radical de Casaldáliga, com o seu evangelho social excludente e tão conflituoso. Percebendo a hipocrisia do mundo religioso em que estava metido, nos confins da Prelazia do Araguaia, reinado decadente do Coronel de batina, Lizandro, se redescobriu e se libertou.

Em plena missa litúrgica e com a Paróquia lotada ele, anunciou o seu desligamento da Prelazia, após dois anos de um profícuo trabalho verdadeiramente, evangelizador e Cristico. A renuncia de Lizandro, aconteceu no final de 2011 e deixou aos fiéis da Igreja Nossa Senhora de Fatima em Alto Boa Vista, boquiabertos e por demais surpresos! Com o mais puro exemplo do caráter primordial do evangelho de Cristo, que nos pediu; ?Amai-vos uns aos outros como eu vos amei.? Lizandro, amou tanto que se apaixonou. A confissão publica e reveladora de seus sentimentos e do amor especial por uma das ovelhas de seu aprisco, feita em alto e bom tom, naquela memorável missa dominical, ainda hoje, é lembrada. Ao eterno padre e professor Lizandro, desejamos boa sorte em sua caminhada e que a flamula da verdade continue brilhando sempre em sua vida!

Kalixto Guimarães/Correspondente do Araguaia

Responder

comment-avatar

*

*