Paraguaio acusado de matar advogada em MT continua na UTI

O paraguaio Cristiano Inácio dos Santos, 24 anos, continua internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Rondonópolis. Ele é acusado de assaltar e matar a advogada Alessandra Martignago, na última sexta-feira, na casa dela, em Primavera do Leste.

Na fuga com a caminhonete da vítima, ele levou tiro, tombou o veículo e teve outros ferimentos graves, sendo transferido para Rondonópolis. Segundo boletim médico divulgado pela unidade de Rondonópolis, Cristiano continua na UTI em coma induzido, inconsciente e respiração com ajuda de aparelhos, o estado de saúde dele é considerado grave, correndo risco de morte, informa o Clique F5.

A polícia investiga se ele teria agido sozinho no latrocínio ou se estaria com comparsas.

A OAB e lideranças políticas de Primavera pediram, ao governo, estadual, ontem à tarde, reforço na segurança no município. So Noticias

Responder

comment-avatar

*

*