Paranatinga: agentes penitenciários estão em greve, governo alega falta de recursos

Os Agentes Penitenciários de Paranatinga amanheceram esta 5ª feira de braços cruzados dando inicio a uma greve por tempo indeterminado até que sejam atendidas as reivindicações da categoria.

As principais reivindicações da categoria são convocação dos aprovados do concurso de 2009, reajuste salarial de 20% referente ao ano de 2012, mais 25% de reajuste referente ao ano de 2013, pagamento de insalubridade aprovado em Lei no ano de 2013.

Segundo os agentes o governo do estado quer somente revogar para mais dois anos (2015) o concurso e não chamar os concursados aprovados para preencher as vagas necessárias.

Também diz que só renegocia os salários após 2014, depois da Copa e das Eleições, pois no momento o estado não possui recursos suficientes.

Os Agentes Penitenciários fazem escoltas, atende audiências no Fórum, acompanha presos em atendimentos médicos e por isso há necessidade de maior efetivo.

Em Paranatinga são 11 agentes, com dois trabalhando por plantão para cuidarem da Cadeia Publica que tem uma capacidade para 60 presos e existem sete aprovados no ultimo concurso que deveriam ser chamados.

O atendimento durante a paralisação ficará restringido, por exemplo, as visitas terão horários diminuídos aos domingos, não receberão alimentos para presos durante a semana, do fórum só serão atendidos os alvarás e da civil apenas os casos de flagrantes.

Cada escolta de preso por Lei três agentes deveriam acompanha-lo e atualmente apenas um agente faz o acompanhamento colocando em risco a sua própria vida. Paranatinga News

Responder

comment-avatar

*

*