Paranatinga: Três são presos acusados de cometerem dois homicídios em Paranatinga

Dois homicídios foram esclarecidos em uma semana pela Polícia Civil de Paranatinga. Os acusados V.M., 31 anos; R.F.M., 24 anos, e J.M.M., 23 anos, foram presos apontados como autores dos crimes. No dia 18 de março, o corpo de Vanderlei Rodrigues de Almeida foi encontrado com três tiros na cabeça. A vítima estava ao lado de sua motocicleta, em um matagal, próximo ao bairro Flamboyant, no município.

A perícia constatou que os tiros foram disparados a curta distância, fato que levantou a possibilidade do assassino ser uma pessoa próxima a vítima, uma vez que não havia sinais de luta no local. Durante as diligências, várias testemunhas foram ouvidas em busca de informações e com o objetivo de refazer o trajeto da vítima no dia anterior. No dia seguinte ao crime, a equipe de policiais conseguiu identificar R.F.M. como sendo um dos autores do homicídio.

O acusado foi preso na terça-feira (19), no mesmo dia que a Justiça decretou sua prisão preventiva. Nas investigações de localização do segundo acusado, os investigadores se deslocaram até o trabalho de J.M.M., onde foram informados os endereços em que ele poderia ser encontrado.

O suspeito foi detido em sua residência e conduzido a delegacia de Paranatinga. Ele assumiu ter participado do crime e informou onde a arma do crime, um revólver calibre 38, estava escondido. A arma foi encaminhada à perícia para confronto balístico.

Segundo o delegado de Paranatinga, Wilson Cibulskis Júnior, o acusado foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, além do indiciamento pelo homicídio, sendo sua prisão preventiva representada nos próximos dias.

O segundo crime esclarecido ocorreu na madrugada do dia 12 de março, em uma fazenda, a 80 quilômetros do centro do município. O funcionário da fazenda, Rogério de Moraes Camelo, 31 anos, foi morto durante um desentendimento com o patrão. Segundo testemunhas, a vítima ameaçou o patrão com uma espingarda calibre 22, momento em que o acusado reagiu e desferiu quatro tiros de pistola 380 contra a vítima.

Aconselhado pelo delegado de Paranatinga, V.M. compareceu a delegacia, onde assumiu a autoria do homicídio e entregou a arma utilizada no crime. Segundo o delegado os dois crimes são os primeiros casos de homicídios que ocorreram nos três meses que está na cidade. “Paranatinga tem histórico muito violento, casos como estes requerem uma resposta imediata como forma de coibir novas ações do mesmo tipo”. Paranatinga News

Responder

comment-avatar

*

*