Passageira morre após ter a perna esmagada por ônibus coletivo em MT

Idosa de 76 anos tentou subir em ônibus que arrancou antes dela entrar.
Motorista do ônibus vai responder por homicídio culposo, segundo a polícia.

Uma idosa de 76 anos morreu nesta terça-feira (11) após sofrer um acidente em um ônibus coletivo, na Avenida São Gonçalo com a Avenida Julião de Brito, no Bairro Parque do Lago, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Maria de Lourdes Almeida Matos teve a perna esquerda esmagada e foi encaminhada ao Pronto-Socorro da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu, de acordo com a Polícia Civil. O motorista do ônibus que arrancou o veículo antes da passageira entrar foi detido.

“A vítima estava entrando no ônibus e o mesmo [veículo] arrancou”, diz o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Civil. Segundo a polícia, populares ajudaram a vítima que caiu do segundo degrau da escada para fora do ônibus que estava com a porta aberta. Nisso, o pneu traseiro do lado direito passou na perna da vítima, esmagando-a. Em seguida, a passageira foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e faleceu horas depois.

A filha da vítima disse que a mãe seguia do Bairro Parque do Lago para o Bairro Cristo Rei, onde morava, quando sofreu o acidente. “Ela estava lúcida e saudável”, disse Marilúcia Matos Almeida. Ela avalia que, por ser idosa, a mãe não conseguiu se equilibrar com o ônibus em movimento.

O motorista se apresentou à polícia após o acidente e foi autuado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Conforme a polícia, ele não estava embriagado no momento do acidente. À polícia, o motorista alegou que não viu a passageira e, por isso, arrancou com o veículo. Argumentou ainda que tem muitos anos de profissão.

A empresa União Transportes, proprietária do ônibus que provocou o acidente, informou, por meio de assessoria, que aguarda o laudo de perícia sobre as causas da morte da idosa. Informou ainda que, independentemente do resultado, a família vai receber o apoio da empresa.

O corpo da vítima está sendo velado na residência dela, no Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande. Ainda não há definição do horário de sepultamento, de acordo com a funerária responsável pelo serviço. G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*