PF combate fraude em licitações de mais de R$ 40 milhões no RS e MT

Operação realizada na manhã desta quinta-feira (3) desarticulou grupo.
Empresário foi preso em Porto Alegre; PF cumpre mandados de busca.

Um empresário foi preso em Porto Alegre na manhã desta quinta-feira (3) por suspeita de fraudar licitações e obter contratos públicos de prestação de serviços que ultrapassam R$ 40 milhões. A prisão ocorreu durante operação deflagrada pela Polícia Federal e pela Controladoria Geral da União (CGU) no Rio Grande do Sul e em Mato Grosso. Agentes cumprem ainda três mandados de busca e apreensão na capital gaúcha.

O grupo criminoso atuava em todo Brasil participando de licitações públicas, principalmente na modalidade pregão eletrônico. De acordo com a Polícia Federal (PF), o empresário oferecia serviços para licitações com preço abaixo do dos concorrentes e, depois de vencer, prestava apenas parte do combinado e fechava a empresa sem pagar as dívidas trabalhistas. Com isso, a União acabava tendo de assumir os débitos com os funcionários.

Para poder abrir as diversas empresas, o homem preso utilizava “laranjas” para não ser rastreado nos pregões eletrônicos e demais licitações. De acordo com a PF, uma empregada doméstica que prestava serviço para o empresário preso também foi usada pelo suspeito, que possuía 17 empresas que atuavam no Rio Grande do Sul e em Mato Grosso.

Ainda segundo a PF, ele havia sido detido na Operação Freio de Ouro em 2009 e já foi indiciado em mais de 20 inquéritos nos estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul. O homem ainda se tornou o 13º maior devedor trabalhista do Rio Grande do Sul. G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*