Planta frigorífica de Nova Xavantina será reaberta

Durante os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Frigoríficos, presidida pelo deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, levantamentos e estudos foram realizados em Nova Xavantina e região pela equipe técnica da comissão, além da segunda reunião especial realizada no município considerado polo, compreendendo os municípios de Vila Rica, Canarana e Barra do Garças. Conforme o relatório conclusivo da CPI, Nova Xavantina foi uma das regiões que mais sofreu com o impacto do fechamento do estabelecimento de abate bovino do Grupo Marfrig.

O deputado Nininho comemorou o anúncio da reabertura da planta frigorífica, já que uma das recomendações da CPI é a reabertura do frigorífico. Nininho também ressaltou a logística para o abate bovino, considerando a distância de Barra do Garças a Confresa de 650 km.

“A reabertura da planta frigorífica de Nova Xavantina talvez seja uma das conquistas mais importantes da CPI dos Frigoríficos. A unidade está instalada em uma região estratégica, brigamos muito para que isso acontecesse, haja em vista que saindo de Barra do Garças, onde quem opera a planta é o grupo JBS, a próxima planta  está localizada em Confresa, que também é comandada pelo JBS. A planta de Nova Xavantina está numa distância favorável, com o retorno do Grupo Marfrig ao mercado, a região agora pode contar com a livre concorrência”, ressaltou o parlamentar.

Segundo o deputado, os objetivos da CPI estão sendo alcançados e, ao contrário do que muitos pensavam sobre os trabalhos da comissão, investidores estão confiantes com as oportunidades oferecidas pelo Estado.

“Em nenhum momento a CPI teve intenção de afugentar empresários com interesse de investir no mercado da carne em Mato Grosso, muito pelo contrário, nós apenas propomos a correção de distorções no setor. Agora, por exemplo, num raio de 152 km os pecuaristas podem negociar preço, com a concorrência entre o Grupo JBS de Barra do Garças e o Grupo Marfrig em Nova Xavantina”, explicou Nininho.

Para o prefeito João Vaz da Silva (PSD), o Cebola, a reabertura do frigorífico de Nova Xavantina é importante para toda a região do Araguaia. “A nossa planta, com relação a tecnologia, está à frente de muitos estabelecimentos do estado, posso afirmar que em modernidade não perdemos para nenhuma planta. Antes, os pecuaristas, se não abatessem em Barra do Garças, tinham que levar o animal em pé para Confresa, uma distância de 650 km, agora temos a livre concorrência. A princípio serão ofertados de 600 a 800 empregos diretos, sem falar dos indiretos. Com certeza, as perspectivas para nossa região são as melhores”, afirmou o prefeito.

Cebola lembrou a importância dos trabalhos da CPI dos Frigoríficos. “Eu acredito que a peça mais importante para a reabertura dessa planta frigorífica foram as recomendações feitas pela comissão, não apenas para Nova Xavantina, como também para as demais plantas anunciadas que serão reativadas em Mato Grosso. Afirmo, com toda certeza, que se não fosse a iniciativa do deputado Nininho, juntamente com os membros da Comissão, em conduzir os trabalhos com seriedade e transparência, nós não estaríamos vivenciando esse momento. A CPI fez o papel dela, agora vamos comemorar as oportunidades com a reabertura do mercado e a geração de emprego”, enfatizou Cebola.

Empregos – Na próxima terça-feira (4), o frigorifico Marfrig começa a receber os interessados às vagas de empregos ofertadas. Os candidatos deverão comparecer para entrevista a partir das  8 horas, munidos de currículo e documentos pessoais. A seleção será realizada no Sindicato Rural de Nova Xavantina.

 Por VÂNIA NEVES / Assessoria de Gabinete – al.mt.gov.b

Responder

comment-avatar

*

*