Polícia Civil apreende 162 toras e prende 3 por crimes ambientais

Assessoria PJC/MT

Três homens foram presos pela Polícia Judiciária Civil com 162 toras de madeira, no município de Apiacás (1.010 km ao Norte), no final da tarde de sexta-feira (06.06). Os acusados, Antônio Carlos Tristão, 48 anos, Ederson Bocardi, 31, e Gilson Avancini da Silva, 39, foram autuados por crimes ambientais.

 

Conforme o delegado de polícia, Carlos Frederico Régis de Campos, o suspeito Antonio, proprietário da Madeireira Brenda,  foi surpreendido pelos investigadores no momento em que dois caminhões carregados com madeira, extraídas da área pertencente ao empresário, sem autorização do órgão ambiental,  eram  descarregados no pátio de seu estabelecimento.

 

No local a Polícia Civil apreendeu 162 toras de madeiras, totalizando 119.777 metros cúbicos, das espécies Pau Sangue, Melanceiro, Goiabão, Tachi, entre outras.

 

Os dois motoristas do caminhão, Ederson e Gilson, também foram detidos e conduzidos junto com o madeireiro para a Delegacia de Polícia e autuados em  flagrante.

Antonio foi indiciado pelos crimes de retirada de madeira ilegal, transporte, guarda e manter em depósito, sem a devida licença ambiental, previstos nos artigos 39 e 46, e Parágrafo Único, da Lei n.º 9.605/98, que legisla sobre os crimes ambientai. Ele foi liberado após pagamento de fiança.

Ederson e Gilson foram responderam Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), pelo crime de transportar madeira ilegal, sendo liberados após prestarem o compromisso de comparecerem ao Juizado Especial Civil e Criminal da Comarca de Apiacás.

Responder

comment-avatar

*

*