Polícia Civil combate violência contra mulheres e menores na região Nordeste de MT

As cidades de Alto Boa Vista e Novo Santo Antônio localizadas no Norte Araguaia apresentam índices preocupantes de casos envolvendo crimes sexuais e violência doméstica contra a mulher.

No final de semana foi preso no Distrito de Espigão do Leste Donizete matilhas Soares, após desferir três golpes de faca contra a parceira que somente não veio a óbito graças à cirurgia de emergência no Hospital de Confresa.

O Delegado, neste caso, tipificou o suspeito no crime de Tentativa de Feminicídio. “Trata-se de recente crime criado pelo legislador no mês de março de 2015 para combater a prática de crime de homicídio contra mulheres na convivência doméstica, com pena de 12 a 30 anos de reclusão, sendo considerado crime Hediondo. Representa o primeiro caso na região onde foi aplicada essa nova legislação”, disse.

Destacou o delegado que somente neste mês de junho foram presos:

Alto Boa Vista

João da Silva Santos, “Jhoni do Som”, por Crime sexual e corrupção de menores, após aliciar sexualmente crianças e adolescentes através do aplicativo “WhatsApp”.

Iramilton Adorno Mascarenhas acusado de Cárcere Privado, Tortura e Estupro, após obrigar a parceira a despir-se e sujeitar-se a gravações pelo celular sob ameaças com uma faca.

Júnior de Sousa Silva por cometer o crime de Lesão Corporal na parceira após crise de ciúmes no dia do aniversário da vítima.

Novo Santo Antônio

Mariano Pereira da Luz: agrediu a esposa com uma bola de sinuca causando-lhe lesão corporal.

Osmar Lima de Souza: ameaçou a convivente de morte após uma briga do casal.

Adão Milton Siqueira Batista: por motivo de ciúmes agrediu a convivente.

Cleiciano Gomes Carlos: preso pela prática do crime de Estupro de Vulnerável e corrupção de menores, após denúncias dos pais da vítima de que o suspeito aliciou e manteve relação sexual com a menor num bar abandonado.

Jhon Lenno Tavares de Souza: foragido, após ter prisão decretada pelo Juíz de São Félix do Araguaia, acusado pela prática do crime de Estupro de Vulnerável e corrupção de menores;

Destacou o delegado Maidame “que graças ao trabalho dos policiais militares e civis tais prisões tem acontecido, colocando-se à disposição da comunidade local através dos telefones 197 e (66)3539 1100. Além disso, o delegado afirmou “ter por objetivo mudar as estatísticas da região relacionadas a estes crimes que provocam marcas profundas nas vítimas e em toda a sociedade, através de medidas de prevenção e repressão destas práticas”. Policia Civil de MT

Responder

comment-avatar

*

*