Polícia Civil incinera mais de 1 ton. de drogas apreendidas neste ano


Um total de 1.175 quilos de drogas apreendidas nos anos de 2012 e 2013 foi incinerado pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta sexta-feira (25.10), na fornalha da empresa Sperafico da Amazônia, na Rodovia dos Imigrantes, no Distrito Industrial, em Cuiabá. A droga foi transportada sob escolta de policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE) e policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE).
A maior quantidade de drogas se refere a três grandes apreensões de maconha, que totalizam 1.070 quilos da substância entorpecente. Também foram destruídos 105 quilos de cocaína, retiradas do mercado em pequenos volumes.
Para a delegada titular da DRE, Alana Cardoso, as drogas destruídas são frutos do aprimoramento do trabalho das polícias, que estão atuando com maior eficiência no combate ao tráfico de entorpecentes. “É resultado dessa intensificação de ações e também do volume de qualificação a que a equipe vem sendo submetida desde o ano passado. Temos buscado aperfeiçoar as técnicas já conhecidas e trabalhar com mais parcerias”, afirmou a delegada.
Duas das apreensões foram realizadas em outubro, uma na cidade Várzea Grande, pela Polícia Militar e

outra em Diamantino pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). No dia 15 de outubro, a Polícia Militar localizou 302, 40 quilos de maconha enterrados em uma chácara na Passagem da Conceição, em Várzea Grande. A apreensão ocorreu após abordagem de um veículo Renault Clio, sem o banco traseiro, indicando que havia transportado algo no compartimento. Uma pessoa foi presa em flagrante.
Na madrugada de 7 de outubro, 380 quilos de maconha foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Diamantino (208 km a Médio-Norte), depois de ser acionada para atender uma ocorrência de trânsito. Ao chegar ao local, a PRF constatou que no veículo havia vários tabletes de maconha, somando 532 barras do entorpecente. A droga era transportada em um veículo Pálio Weekend, furtado, com adesivo de funerária.
O condutor do veículo ficou ferido e foi transferido para um hospital de Cuiabá, sob custódia da Delegacia Especializada de Entorpecentes (Dre), que também recebeu o entorpecente para ser incinerado e prosseguir com as investigações.
Outra parte da maconha corresponde à apreensão de 300,9 quilos efetuada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), no dia 29 de julho, no bairro Bela Vista, em Cuiabá. A droga estava armazenada em uma residência.
O representante da Agência e Vigilância Sanitária (Anvisa), Sílvio da Guia Jacinto, acompanhou a incineraçao na empresa Sperafico da Amazônia. Para ele, as ações da Segurança Pública são importantes e necessárias, tanto no campo da prevenção quanto da repressão. “A droga é uma epidemia. Hoje em dia as famílias estão se desconfigurando em razão do uso de drogas e o comércio. Então, é um trabalho muito importante para a saúde pública”, declarou.
Ao final, a delegada Alana agradeceu a presença de todos os policiais e empresa Sperafico da Amazônia, por disponibilizar o forno para queimar o entorpecente.
Assessoria de Comunicação Social/PJC

Responder

comment-avatar

*

*