Polícia Civil prende autor do assassinato de mãe e filho em Barra do Bugres

Assessoria/PJC-MT
O autor de um duplo homicídio ocorrido há quase 3 anos foi preso neste final de semana, pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso no estado de Rondônia. O crime aconteceu no dia 27 de outubro de 2010. Mãe e filho foram brutalmente assassinados a golpe de facas, na Gleba Jatobá, zona rural de Barra do Bugres (168 km a Médio-Norte).
 O crime foi praticado por Alan de Souza Matias, 38 anos, conhecido da família. Ele foi preso no Distrito de União Bandeirantes, a 180 km de Porto Velho (RO), no último sábado (28.09). De acordo com o delegado de Barra do Bugres, Raimundo Ramonilson Carneiro Bezerro, pistas levaram a Polícia Civil ao estado de Rondônia.
 Na última semana, uma equipe policial acompanhada do delegado se deslocou até Porto Velho e durante 4 dias levantaram informações do paradeiro do suspeito. “Com dados que tínhamos conseguimos confirmar sua presença no estado, mas depois tivemos que fazer nova investigação para levantar o exato local de onde se encontrava”, disse o delegado.
 O delegado contou que o suspeito estava com mandado de prisão preventiva decretado pela comarca de Barra do Bugres e havia um clamor pela prisão dele, que se encontrava foragido deste à época do duplo assassinato, cometido com requintes de crueldade.
 As vítimas Undalina Rosa da Silva Souza, 69, e Tadeu da Silva, 29, mãe e filho, foram mortas com golpes de facão, na casa onde moravam na Gleba Jatobá. A mulher  ainda teve parte do corpo queimado.
 A neta da idosa, com 15 anos na época, também estava em casa, no entanto, conseguiu sair pelos fundos da propriedade antes de ser atacada pelo suspeito. Marcas de sangue foram encontradas pelo quarto da garota, também uma das testemunhas do crime.
 O brutal crime foi motivado por discussão envolvendo a mãe, filho e autor. Segundo as investigações, na noite do crime, Tadeu da Silva chegou acompanhado do colega Alan de Souza Matias, depois de passarem o dia em um bar consumindo bebida alcoólica. A idosa não teria gostado de ver o filho bêbado e começou a discutir com Alan e destratá-lo.
 O suspeito, então saiu com a motocicleta e depois retornou a pé com um facão, usado para assassinar mãe e filho. Primeiro ele teria golpeado o amigo Tadeu da Silva, depois a mãe, que além de quase degolada foi queimada.
O delegado Ramonilson disse que ele havia deixado à motocicleta escondida na mata, para pegar as vítimas de surpresa. “A intenção era matar todos da casa para não deixar rastro”, disse.
O preso foi recambiado neste domingo para Barra do Bugres e passa por interrogatório na manhã desta segunda-feira (30). A prisão contou com apoio da Polícia Militar do estado de Rondônia.
 A delegada regional de Tangará da Serra, Alessandrah Marques Ferronato, destacou o empenho dos policiais civis na execução da prisão, em Rondônia. “Foi um trabalho sensacional dos policiais, que demonstra todo o comprometimento deles diante das dificuldades. O delegado vem desempenhando um trabalho muito bom em Barra do Bugres, assim como toda a equipe da regional de Tangará da Serra”, elogiou a Alessandrah.

 

Responder

comment-avatar

*

*