Polícia Civil prende autores de latrocínio que vitimou comerciante em Rondonópolis

O latrocínio que vitimou um comerciante em Rondonópolis (212 km ao Sul) foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil, na terça-feira (03.09), após investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf). O acusado Mario Farias de Oliveira, 20 foi preso e o menor A.J.F.C.S. apreendido apontados como autores do latrocínio. A companheira de Mario, Allyce Alves Sales, 20, que ocultou objetos pessoais da vítima, foi autuada em flagrante pelo crime de receptação.
O latrocínio que vitimou o proprietário de uma loja produtos multiuso, Gilberto Alves Miguel, 31, aconteceu no final da tarde de 10 de agosto, no bairro Jardim Primavera. Os dois acusados chegaram ao comércio em uma motocicleta Honda 125, um dos autores desceu e anunciou o assalto e antes mesmo que a vítima pudesse ter qualquer reação foi atingida por disparos de revólver calibre 38.
O assaltante roubou o aparelho celular e o tablet da vítima, além de outros celulares no interior da loja. Após investigações e oitiva de testemunhas, policiais da Derf/Roo conseguiram identificar os suspeitos e em diligências, chegaram à residência da acusada Allyce, no bairro Jardim Ipiranga III. No local, os investigadores apreenderam o tablet e o celular da vítima. O celular estava com dois chips diferentes cadastrados em nome dos suspeitos, sendo um dos chips registrado um dia após o crime.
Em seguida o menor foi apreendido no bairro Padre Rodolfo. Os envolvidos no latrocínio foram encaminhados a Derf, onde foram ouvidos pelo delegado Claudinei Souza Lopes. Em depoimento, Mario confessou a participação no crime, sendo o motorista da motocicleta e apontando o menor como o autor dos disparos contra a vítima.
Foram cumpridos o mandado de prisão temporária (30 dias) contra Mário e o mandado de internação de 45 dias, expedido pela Vara da Infância e Juventude, contra o adolescente. A acusada Allyce, autuada por receptação, não recolheu o valor da fiança e foi encaminhada ao Presídio Feminico.
Participaram das investigações o chefe de operações, Struck, as escrivães, Adriana e Daniela e os investigadores Miro, Nelson, Rodrigo e Ademar, todos da Derf, com apoio do investigador Franciel, no Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Rondonópolis e coordenação do delegado da Derf, Claudinei Souza Lopes. Assessoria/PJC-MT

Responder

comment-avatar

*

*