Polícia Civil prende avô por estupro de vulnerável da neta de 8 em Nobres

 

 Assessoria/PJC-MT

Um avô materno de 62 anos foi preso na cidade de Nobres (146 km a Médio-Norte) acusado de estupro de vulnerável da própria neta de 8 anos. Os abusos aconteceram no final de ano, quando a menina passou cinco dias na casa do avô. O idoso foi preso nesta segunda-feira (03.02), em cumprimento de mandado de prisão temporária (30 dias).

A denúncia chegou à Polícia há cerca de duas semanas, depois que a mãe desconfiou que a menina estava estranha com avô, evitando contato com ele. A criança acabou revelando para a mãe que o avô teria cometido os abusos no final do ano e que pediu para ela não contar a ninguém. Mãe e filha também moram em Nobres.

A menina ainda contou que o avô dizia para ela que era viúvo e que nenhuma mulher queria ficar com ele e que ela tinha que ter pena dele. Diante disso a mãe da criança procurou a Delegacia da Polícia Civil e denunciou o pai pelo estupro da filha e neta dele, de 8 anos.

O delegado da Polícia Civil de Nobres, Eder Clay Santana Leal, disse que exame de conjunção carnal comprovou que houve rompimento do hímen. Conforme o delegado, o idoso também é suspeito de abusar de outra neta, que mora na cidade de Sinop, da mesma forma, em uma das vezes que foi visitar o avô em Nobres.

O delegado acrescenta que os casos de abusos sexuais praticados contra crianças e adolescente são prioridade na Delegacia. “Denúncias devem ser feitas que iremos apurar com prioridade”, afirma.

O inquérito policial será concluído em 30 dias. O suspeito irá responder por estupro de vulnerável. Ele negou ter abusado da neta.

Responder

comment-avatar

*

*