Polícia Civil prende casal e dupla de menores infratores em Lucas do Rio Verde

 

Assessoria/PJC-MT
Em ações de combate a criminalidade em Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte), a Polícia Judiciária Civil cumpriu dois mandados de prisão temporária contra um casal acusado de tentativa de homicídio e apreendeiu dois menores responsáveis por roubos ocorridos na cidade.
Os adolescentes L.F.S., 17 e W.C.F., 17 foram presos na quarta-feira (15.01), acusados de invadirem uma casa, na madrugada de terça-feira (14), na rua Constantina, no bairro Cidade Nova, de onde roubaram dinheiro e pequenos objetos. Durante a ação, os menores em poder de armas de fogo, foram muito violentos chegando a agredir uma das vítimas com várias coronhadas na cabeça.
De acordo com o delegado de Lucas do Rio Verde, Marcelo Martins Torhacs, os adolescentes possuem várias passagens pela Polícia, sendo que um deles foi apreendido pela última vez no dia 05 de janeiro, por roubar uma pessoa em um Autor Posto, no bairro Bandeirantes. Dias antes o mesmo menor foi apreendido pela receptação de uma motocicleta.
“Investigações apontam que o menor L.F.S. era integrante de uma quadrilha de traficantes de drogas, já desmantelada. Quando foi apreendido pela última vez, passou 5 dias na delegacia e foi liberado pela Justiça. Em outubro de 2013, em um só dia, ele praticou 3 roubos com emprego de arma de fogo, pelos quais ficou internado por 45 dias em Sinop (500 km ao Norte)”, contou o delegado.
O adolescente W.C.F. também é constantemente apreendido por atos infracionais contra o patrimônio.
De acordo com Torhacs, as investigações continuam para apurar a atuação dos menores em outros atos infracionais ocorridos nos últimos dias. “A ausência de vagas em complexo sócioeducativos é um dos maiores problemas de Segurança Pública em Lucas do Rio Verde, porque gera a certeza de impunidade nesses adolescentes de atos infracionais graves, como roubos e homicídios”, disse o delegado.
Em outra ação, policiais da Delegacia de Lucas do Rio Verde cumpriram mandados de prisão temporária contra um casal acusado de tentativa de homicídio qualificado, na terça-feira (14.01). O crime ocorreu no dia 25 de dezembro, no bairro Téssle Junior.
O casal perseguiu a vítima de motocicleta e efetuaram quatro disparos de arma de fogo em sua direção. O homicídio não foi consumado, porque os acusados só conseguiram acertar o braço da vítima, que conseguiu fugir.
De acordo com as investigações, iniciadas logo após o crime, o acusado Edilson Moreira Campos, o “Coroa” é traficante de drogas no bairro. A tentativa de homicídio foi motivada porque a vítima desagradou o traficante quando o procurou tarde da noite, para tentar trocar um celular por drogas.
O acusado já foi condenado anteriormente por tráfico de drogas e cumpria pena no regime semiaberto. Sua convivente já foi investigada pela participação no homicídio do ex-marido. A vítima e uma testemunha reconheceram seguramente o casal como autores do atentado.

Responder

comment-avatar

*

*