Polícia Civil prende homem que matou e cortou orelhas da vítima em Jauru

PAMELA PORFÍRIO
Assessoria/PJC-MT

Um homem suspeito de matar e cortar as orelhas de uma pessoa e ainda tentar matar o seu vizinho foi preso em flagrante pela Polícia Civil, em Jauru (425km a Oeste) na segunda-feira (31.04). O suspeito, José Carlos Coelho Rodrigues, 23, conhecido como “Kakau”, irá responder por homicídio qualificado, por meio cruel, e também por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil.

A Delegacia de Polícia de Jauru recebeu um chamado de socorro na segunda-feira,  em que uma vítima informava que José Carlos tentava invadir sua residência para matá-la. No local, policiais encontraram o suspeito em posse de uma faca ensanguentada e o detiveram.

Segundo o delegado de polícia de Jauru, Guilherme Berto Nascimento Fachinelli, a vítima, que é o vizinho de José, estava bastante assustada, mas sem nenhuma lesão.

Durante a abordagem, o suspeito estava visivelmente alterado devido ao consumo de entorpecente. A irmã dele denunciou que ele havia matado Marcos Gomes Enoque, o que justificava o sangue existente na faca que José portava. Em buscas pela casa do suspeito, os investigadores encontraram duas orelhas penduradas no varal, que o preso assumiu ser de Marcos.

Com o apoio da Polícia Militar, a equipe se dirigiu à casa da vítima, encontrando-a morta e sem as duas orelhas. O corpo apresentava três perfurações profundas de arma branca e um corte longo e profundo na região do pescoço.

Segundo o delegado de polícia de Jauru, ao interrogar o indiciado, ele confessou o homicídio e a tentativa e alegou que homicídio ocorreu devido a um desentendimento e que decidiu cortar as orelhas da vítima porque ele estava ouvindo de mais.

Porém, quando foi perguntado sobre o que pretendia fazer com as orelhas, preferiu ficar calado. Referente à tentativa de homicídio contra seu vizinho, afirmou que a motivação foi o fato de tê-lo cumprimentado e por ter sido ignorado ficou com raiva.

Para o delegado Guilherme, os dois crimes que ocorreram no mesmo dia, revelam a frieza do autuado. “Para a irmã, o assassino disse que comeria as orelhas da vítima que ele matou degolado”, revelou a autoridade policial.

O delegado informou que o inquérito policial será concluído no prazo de 10  dias e que José Carlos Coelho Rodrigues possui outras passagens pela Delegacia de Jauru por furto e roubo.

Responder

comment-avatar

*

*