Polícia Civil prende padrasto acusado de estuprar três enteadas em Canarana

Um padrasto acusado de abusar sexualmente de três enteadas foi preso pela Polícia Judiciária Civil, nesta segunda-feira (20.05), em Canarana. O padrasto de 48 anos foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável das irmãs de 16,  13 e  11 anos.

De acordo com as investigações, há cinco anos as meninas eram violentadas sexualmente pelo padrasto, que aproveitava quando a companheira saia para o trabalho para cometer os abusos.

O caso veio à tona depois que a adolescente de 16 anos contou para o namorado os abusos praticados pelo padrasto. O rapaz pediu orientações ao tio, que ao tomar conhecimento acionou a Polícia.

Em depoimento ao delegado de Canarana, Sued Dias da Silva Júnior, as vítimas relataram os abusos com riqueza de detalhes. A adolescente mais velha disse que era estuprada desde os onze anos de idade e que não denunciou antes por medo do padrasto.

A irmã mais nova, de 11 anos, é portadora de deficiência mental e foi encaminhada a psicóloga para avaliação. Com ajuda do psicólogo a criança mostrou as posições que o padrasto cometia os abusos e o sofrimento dela e das irmãs.

Uma quarta criança de 7 anos, filha do acusado, também foi ouvida e relatou ter presenciado o pai abusando das irmãs. Mas a menina negou que o pai tenha feito o mesmo com ela.

Diante dos fatos, o delegado Sued Dias representou pela prisão preventiva do agressor, no domingo (19), prontamente deferida pela Justiça. Na manhã desta segunda-feira (20), policiais civis cumpriram o mandado na residência que o acusado residia com as vítimas.

O agressor tentou resistir à prisão, no entanto foi detido pelos policiais civis e conduzido a Delegacia de Canarana, ele nega a violência sexual.

Responder

comment-avatar

*

*