Polícia Civil prende quadrilha de atuava em roubos de caixas eletrônicos e no comércio de Cuiabá

A Polícia Judiciária Civil prendeu uma quadrilha que tentou arrombar um caixa eletrônico do Colégio Isaac Newton, em Cuiabá, na madrugada deste domingo (24.11). Quatro pessoas foram presas em flagrante pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) e encaminhadas à unidade policial, no bairro Verdão.

Os presos são: Genivaldo de Albues, conhecido por “GE”, Genifferson Silva Bispo, Julio Cesar da Silva França e Cristien Camargo de Arruda. Um quinto integrante do grupo conseguiu fugir. Todos eles são conhecidos da Polícia com passagens por roubos e furtos de caixas eletrônicos com uso de explosivos e maçaricos em várias cidades de Mato Grosso e em outros estados.

De acordo com o delegado titular da Derf, Roberto Amorim, a quadrilha está envolvida em uma série de roubos e furtos em estabelecimentos comerciais de Cuiabá e Várzea Grande, investigados pela unidade. “Esse pessoal vinha praticando muitos furtos em estabelecimentos comerciais. Tanto que nas nossas investigações não apareceu caixas eletrônicos, mas sabíamos que vinham praticando. Um deles esteve na operação ‘lista amarela’. São vários e vários furtos de cometeram”, disse o delegado.

Na ação deste domingo, quatro dos cinco suspeitos entraram no Colégio, rederam e amarraram o guarda e  depois iniciaram o corte do caixa, usando maçarico, botijão de gás, lona preta e roupas para se proteger do fogo e da fumaça. As ferramentas foram deixadas no local, depois que o bando identificou a presença da polícia na área. Uma arma de fogo também foi apreendida.

Do lado de fora estava Genilferson Silva Bispo, o primeiro a ser abordado pelos policiais por volta das 03h30, da madrugada. Em seguida, os policiais realizaram o cerco na área, mas mesmo assim o bando tentou fugir pulando os muros do colégio.

A perícia técnica foi acionada e se encontra no local. O delegado titular da Derf, Roberto Amorim, passará mais detalhes do trabalho que levou a prisão do bando, às 10 horas, na sede da Derf, em Cuiabá.

A operação teve o apoio da Polícia Militar, que ajudou a cerca o perímetro do Colégio.

Assessoria de Comunicação Social/PJC

Responder

comment-avatar

*

*