Polícia Civil prende suspeitos de furtar e abater gado de forma clandestina

Dois homens foram presos em Barra do Garças suspeitos de serem integrantes de uma quadrilha que estava furtando e abatendo gado no município. A operação que chegou à detenção dos suspeitos foi acompanhada pelo delegado Wilyney Santana Borges.

Na quinta-feira (29), ele encontrou na casa do primeiro suspeito, carcaças de gado e o freezer da residência do acusado cheio de carnes. Apesar das evidências, o suspeito nega o crime. Segundo ele, seria um garoto que estaria auxiliando no transporte da carne após os abates. A polícia chegou a ele ao comparar o tamanho do pé e formato dos chinelos que o garoto estava usando semelhante ao encontrado no lugar dos abates.

“Pelas reclamações na delegacia, nós acreditamos que mais de dez vacas foram abatidas e pode haver a participação de mais pessoas nesses crimes”, frisou o delegado. O principal suspeito era morador de Araguaiana e se mudou recentemente para Barra do Garças.

Os suspeitos estavam usando uma espingarda de pressão e munição calibre 22 para diminuir o barulho do disparo e depois esquartejavam o gado em quatro partes para facilitar o transporte e usavam uma pick-up nesse serviço.
Um chacareiro, da encosta da Serra Azul, reconheceu o couro de uma vaca como sendo da vaca dele, a mimosa, que lhe dava dez litros de leite por dia fato que deixou o produtor bastante revoltado.

O delegado prometeu novidades sobre esse caso na próxima semana. Olhar Direto

 

 

Responder

comment-avatar

*

*