Polícia Civil recupera máquinas agrícolas avaliadas em R$ 1,5 milhão

Dois tratores novos tomados de assalto na BR 163, próximo ao município de Jangada (80 km ao Norte), foram recuperados pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva), da Polícia Judiciária Civil, no sábado (18.01), em uma fazenda na mesma localidade, onde também os policiais encontraram uma pá-carregadeira escondida no meio do mato. Duas pessoas foram presas em flagrante e vão responder por receptação.
O roubo ocorreu no dia 14 de janeiro, depois que o motorista que transportava os tratores parou na rodovia para dar carona para uma moça, usada como isca no assalto ocorrido logo em seguida quando a mulher pediu para descer. O motorista foi abordado por duas pessoas armadas e ficou refém por mais de 12 horas no meio do mato sendo vigiado por outro membro da quadrilha, que depois foi resgatado por um veículo que chegou ao local. O motorista disse que depois de ficar sozinho, esperou meia hora e saiu até a rodovia para pedir ajuda.
As buscas contaram com ajuda do helicóptero da Companhia Integrada de Operações Aéreas (CIOPaer),

que possibilitou localizar em meio a mata as duas máquinas agrícolas, avaliadas em mais de R$ 1,5 milhão, além da pá-carregadeira que está sendo levantado se é produto de roubo e furtos. A carroceria do caminhão que transportava os tratores também foi encontrada na fazenda. O cavalo mecânico foi localizado nesta segunda-feira (20.01), abandonado no bairro Grande Terceiro, em Cuiabá.
Segundo as investigações, os ladrões contavam com apoio de um carro que seguia o veículo. O delegado Antônio Carlos Garcia de Matos informou que unidade investiga roubos praticados por quadrilhas que atuam, principalmente nas Rodovias 364 e 163.  “É uma quadrilha destinadas a roubos de carretas e cargas na rodovia, que vai de Jangada até a região de Nobres. Alguns autores do roubo foram identificados e detidos, agora temos outros nomes que vamos identificar”, disse o delegado.
Os tratores vinham do Estado de São Paulo e eram levados para Campo Novo do Parecis.

Responder

comment-avatar

*

*