Policiais federais fazem paralisação de atividades por 48h em Mato Grosso

É a terceira paralisação da categoria neste ano, segundo o sindicato.
Policiais se concentram na sede da Polícia Federal, em Cuiabá.

Profissionais da Polícia Federal, entre agentes, escrivães e papiloscopistas, fazem uma paralisação de 48 horas em Cuiabá e no interior do estado. De acordo com o Sindicato dos Policiais Federais de Mato Grosso (Sinpef-MT) há 320 policiais federais em atuação no estado, sendo 150 na capital mato-grossense. Deste total, cerca de 60 policiais se concentram em frente ao prédio da Superintendência Regional da Polícia Federal, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA), em Cuiabá.

Esta é a terceira paralisação da categoria apenas neste ano. Os policiais reivindicam o aumento do efetivo e a reestrutura salarial. “Hoje e amanhã vamos cobrar novamente a reestruturação de profissionais e salário. Não tivemos nenhuma resposta ou proposta do governo”, pontou o presidente do Sinpef-MT, Erlon José de Souza.

Segundo o Sinpef-MT, os serviços prestados à população, como emissão de passaporte, não serão afetados pela paralisação. Um efetivo mínimo de 30% está mantido para o atendimento. As outras duas paralisações dos servidores da Polícia Federal ocorreram nos dias 7 e 11 de fevereiro.

Procurada pelo G1, a Polícia Federal afirma que não irá se pronunciar sobre a greve. Já o Ministério do Planejamento, através de sua assessoria, afirma que nos dois últimos anos a categoria não aceitou a proposta de reajuste de 15,8% e não fechou acordo com o governo. A pasta afirma que, neste momento, não há margem financeira e fiscal para fazer o reajuste pedido, pois causaria impacto na folha de pagamento. Mas ressalta que as negociações estão abertas. G1.MT

Responder

comment-avatar

*

*