Por enquanto, MT tem quatro candidatos ao governo

Mato Grosso terá quatro candidatos ao governo, pelo menos por enquanto. Com Lúdio Cabral (PT) e Teté Bezerra (PMDB) representando o grupo atual que comanda o estado desde 2003, com a eleição de Blairo Maggi, o PSD com o deputado estadual José Riva e o Solidariedade como vice e o grupo ainda tenta atrair o PTB, que até então se juntaria ao grupo de oposição com o senador Pedro Taques (PDT) e o agricultor Carlos Fávaro (PP) como vice. Ainda também surge no páreo o jornalista Muvuca (PHS), que tem apenas o senador Taques como alvo político.

Taques será o alvo dos três candidatos. O senador disse que não teme que a campanha eleitoral seja nivelada por baixo. “Eu não vou fazer baixaria e nem medir pela régua dos outros. Já avisei a minha família que passaremos por momentos difíceis, com calúnias e difamações”.

O candidato Lúdio Cabral (PT) mal chegou na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) na convenção do PMDB e já mandou recado ao seu principal adversário, o senador Pedro Taques. “Nosso adversário é covarde porque não nos enfrenta de frente. Ele acha que é professor de Deus e tenho muita tranquilidade e estou só esperando o nosso adversário vir. Eu quero que ele venha quente, porque estou fervendo para enfrentar o debate”.

Terceira via

O cacique do PMDB e deputado federal Carlos Bezerra disse que conversou com o deputado estadual Riva para tentar trazê-lo novamente ao grupo, mas ele se manteve irredutível e a base aliada não ofereceu nenhuma vaga na composição majoritária. A vaga de senado é do PR que terá o deputado federal Wellington Fagundes na disputa.

“Eles devem lançar candidato ao governo, a gente se une no segundo turno”, avaliou Bezerra.

Fagundes comentou que conversou com deputado Riva e o convite para que o PR integrasse a terceira via. “Estamos conversando, mas nós do PR não estamos nessa linha, estamos aguardando a decisão do PSD. Sempre preguei a unidade. A nossa convenção esta marcada para o dia 30, minha indicação foi unanimidade, vamos aguardar os entendimentos, estamos conversando. Tem o Dorner, o Rui Prado para a suplência, mas essa decisão cabe ao PSD. Tenho expectativas de que eles venham somar com a gente”. Agora MT

Responder

comment-avatar

*

*