Prazo para vacinar gado contra a febre aftosa em MT termina nesta quinta

Na Grande Cuiabá, dos 64,7 mil bovinos que precisam ser imunizados contra a febre aftosa apenas 33% tiveram a vacinação comunicada ao Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT). Restam aos produtores comprovar a imunização de 43.096 cabeças de gado, considerando que o período de vacinação termina na quinta-feira (31) e o prazo de comunicação se estende até o dia 10 de junho.

Em Sorriso a situação também é preocupante. Das 30 mil cabeças registradas na região, apenas 11 mil foram vacinadas. A médica veterinária do Indea no município, Daniele Macedo, acredita que o baixo número de animais que tiveram a imunização comprovada ocorre porque os pecuaristas ainda não comunicaram o órgão. “O produtor que não vacinar dentro do prazo estipulado será penalizado com multa de R$ 84 por cabeça não imunizada. Já os que não comunicarem até junho serão sujeitos a penas administrativas. Será suspensa a ficha sanitária para movimentação do rebanho no período de 30 dias”.

Em todo o estado, a estimativa é que pecuaristas desembolsem R$ 15,3 milhões na compra de vacinas para imunizar 12,5 milhões animais com idades entre zero e 24 meses. “É muito mais barato gastar com as vacinas do que arcar com as penalidades ou com os prejuízos que a falta de vacinação pode trazer ao rebanho mato-grossense”. Há 16 anos o estado não registra foco da febre aftosa. A segunda etapa da campanha está prevista para ocorrer em novembro, quando todo rebanho é imunizado contra a doença, informações g1.

Responder

comment-avatar

*

*