Produtores fiscalizam obras da rodovia do calcário

 O Núcleo da Aprosoja da região Leste de Mato Grosso realiza nesta quarta (03) vistorias para levantar a situação logística da MT 326, conhecida como Rodovia do Calcário. A rodovia é um entroncamento com a BR 158, que liga o município de Nova Nazaré a Cocalinho. A equipe irá percorrer 160 quilômetros da rodovia, considerada uma das principais vias de escoamento da produção da região. Os integrantes irão se reunir com prefeitos e secretários municipais para saber como está o andamento das obras estaduais. A MT 326 é uma importante via de acesso que irá interligar os modais da BR 158, com os terminais da Vale, subconcessionária da Ferrovia Norte-Sul (FNS). A opção logística de escoamento via ferrovia contaria com a integração de vários modais. A soja e o milho plantados nesta região percorreriam cerca de 800 quilômetros em caminhões até terminais como os de Colinas ou Porto Nacional (TO). Segundo o delegado coordenador da Aprosoja da região Leste, Arlindo Cancian, a ação tem por objetivo avaliar a situação das estradas e vistoriar as principais obras que irão auxiliar o escoamento da produção agrícola. “Precisamos checar as condições e as deficiências das estradas, em seguida, iremos montar um relatório que será encaminhado às autoridades”, afirma. A região Leste é considerada a nova fronteira agrícola de Mato Grosso por dispor de três milhões de hectares de pastagens que podem ser utilizadas na produção de grãos, segundo dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA). Segundo informações da secretaria de Estado de Transportes e Pavimentação Urbana, responsável pelas obras da MT 326, o projeto das pontes de madeira para transformá-las em concreto está em fase de licitação. O início das obras está previsto para o próximo ano.

Fonte:ASCOM/APROSOJA

Responder

comment-avatar

*

*