Produtores rurais de Canarana aprovam treinamento promovido pela Iniciativa 2,4-D

Público recebeu informações sobre a importância do herbicida 2,4-D para o manejo de plantas daninhas resistentes

 

Cerca de 40 agricultores da região ouviram atentos as recomendações passadas pelos Professores Doutores da Universidade Estadual do Norte do Paraná, Marco Antonio Gandolfo e Robinson Osipe, durante o treinamento sobre a molécula 2,4-D e sua utilização na produção agrícola realizado ontem, no Restaurante e Churrascaria Central, em Canarana. O produtor Danilo de Souza Viana, que acompanhou o evento, afirmou que as informações serão, com certeza, aproveitadas em sua lavoura. “Trabalho muito com manejo de herbicidas para controle de plantas daninhas. A palestra foi bastante útil para esclarecer algumas dúvidas, como a compatibilidade entre os herbicidas, os tipos de tecnologia e bicos e as condições climáticas necessárias para a aplicação”, diz.

O professor Robinson Osipe abordou informações técnicas sobre a molécula 2,4-D, suas características, situação regulatória, segurança no campo e manejo de resistência de plantas daninhas. “O 2,4-D é um herbicida antigo e amplamente usado para o controle de plantas daninhas de folhas largas. Nosso objetivo é otimizar sua utilização, por meio da associação com outros mecanismos de ação, para que o produtor possa evitar ou atrasar o fenômeno da resistência, que já é um problema em outras regiões do país”, explica Osipe.

O evento foi realizado pela Iniciativa 2,4-D, grupo formado pelas empresas Atanor, Dow AgroSciences, Milenia e Nufarm para gerar informação técnica sobre o uso correto e seguro de defensivos agrícolas, e faz parte do projeto que ministrará mais de 40 cursos sobre 2,4-D e tecnologia de aplicação nos Estados do Paraná, Santa Catarina, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia e Rondônia, de abril a setembro de 2014.

Sobre a Iniciativa 2,4-D

 

A Iniciativa 2,4-D é um grupo formado por representantes das empresas Atanor, Dow AgroSciences, Milenia e Nufarm, que, com apoio acadêmico, tem como propósito gerar informação técnica sobre o uso correto e seguro de defensivos agrícolas, além de apoiar projetos que abordem esta questão, como o Projeto “Acerte o Alvo – evite a deriva na aplicação de agrotóxicos”, realizado no Paraná. O foco é educar o produtor sobre a importância da utilização correta de tecnologias que garantam a qualidade da aplicação dos defensivos agrícolas. O grupo defende que o uso adequado das tecnologias de aplicação e a precaução para evitar a deriva são essenciais para garantir a eficácia e a segurança ambiental na utilização de defensivos agrícolas. A Iniciativa 2,4-D se apresenta como fonte de informação e esclarecimento, que, apoiada por estudos acadêmicos, visa desmistificar o emprego do 2,4-D.

Visite:www.iniciativa24d.com.br

Responder

comment-avatar

*

*