Quadrilha é presa planejando roubo a banco em Mato Grosso

Seis integrantes de uma quadrilha especializada em roubo a bancos foram presos em uma operação conjunta entre as Polícias Civil e Militar, no sábado (25/05), em Guiratinga (região Sul). Quatro acusados estavam foragidos do presídio de Caiapônia, Goiás.

No dia 21 deste mês, os presos E.O.S., E.G.S., G.F.B. e S.M.F.C.S. fugiram do presídio após serrarem as grades da cela. Durante a fuga, os acusados renderam um policial militar e roubaram a sua arma. Com a ajuda de dois comparsas, os criminosos fugiram para Mato Grosso em um Fiat Strada, roubado de um fazendeiro, no dia 15 de maio, em Montes Claros (GO).

Eles foram abordados em uma barreira policial em Alto Garças. Como não atenderam o pedido de parada passaram a ser perseguidos. Mais a frente os criminosos abandonaram o veículo, que foi apreendido e restituído ao proprietário.

A quadrilha seguiu a pé até Guiratinga e próximo a cidade um dos integrantes foi preso portando um revólver calibre 32. Em depoimento, o acusado indicou o lugar onde provavelmente estariam escondidos os demais suspeitos.

Policiais civis iniciaram as diligências e conseguiram localizar mais dois acusados, que estavam em posse da pistola ponto 40, roubada do policial militar de Caiapônia. Em continuidade a buscas, os investigadores conseguiram realizar a prisão dos outros três foragidos quando eles tentavam fugir em um veículo alugado por um casal de idosos.

Com os acusados foram apreendidas três armas de fogo, uma porção de maconha, um documento falso e aproximadamente R$ 1,5 mil em dinheiro. Em depoimento na delegacia de Guiratinga, um dos presos disse que a quadrilha pretendia assaltar o banco da cidade e que antes do crime iriam roubar um carro que seria utilizado para fugirem de volta para Goiás.

Segundo a delegada de Guiratinga, Lígia Pinto da Silveira Avelar, todos os integrantes da quadrilha têm extensa ficha criminal. “Dois dos presos usam tatuagens de estrelas nos ombros, um símbolo utilizado por assaltantes a bancos”.

A informação é da assessoria da Polícia Civil de Mato Grosso. Só Noticia

Responder

comment-avatar

*

*