‘Quero um futuro melhor para eles’, diz doméstica de MT sobre os 7 filhos

“Eu quero um futuro melhor para eles. Quero apenas que eles estudem para ser alguém na vida e não tenham que passar o que eu passo”. É o que Adenilza Rodrigues da Costa deseja para o futuro dos filhos em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Assim como muitas mães, Adenilza vive o dilema de deixar os filhos em casa para trabalhar. Ela é mãe de sete meninos com idades entre 2 e 18 anos e trabalha como empregada doméstica para ajudar a sustentar a família.

Assim como qualquer mãe que ama seus filhos, faço tudo por eles”
Adenilza da Costa
doméstica

Aos 38 anos de idade, Adenilza acorda diariamente às 5h para dar conta de deixar a casa em ordem antes de ir para o trabalho. “Dou banho, dou leite e saio de casa às 7h10. Os dois mais novos são gêmeos e vão para a creche e levo os outros de 4, 6 e 7 anos para a escola”, explicou. Depois disso, são pelo menos mais uma hora e meia de ônibus de Várzea Grande, na região metropolitana, até Cuiabá.

“Dá dó sair e ter que deixá-los em casa. Os irmãos mais velhos, de 16 e 18 até ajudam um pouco, mas não cuidam como uma mãe cuida de um filho. Mas tenho que pensar que é para o bem deles, porque se eu não sair para trabalhar, eles podem até passar fome. Eu falo todos os dias que eu estou saindo e que estou trabalhando para eles. Assim como qualquer mãe que ama seus filhos, eu faço tudo por eles”, garantiu.

Depois de trabalhar o dia inteiro, ela volta para casa para cuidar dos filhos. “Quando eu volto, preciso dar banho, jantar e adiantar o serviço da casa para outro dia. No final de semana não tem descanso. Eu lavo roupa para fora, então faço isso no domingo”, detalhou.

Adenilza conta que ela e o marido se esforçam para que os filhos possam estudar. “Eu estudei até a 8º série e não tive muitas oportunidades de continuar a estudar e é por isso que eu quero que eles sigam uma carreira e que estudem para ser alguém na vida. Eu não quero que eles tenham essa vida que eu tenho ou que tenham de enfrentar a casa dos outros”, desabafou.

Para o dia das mães, ela conta que seu desejo é ver os filhos em um bom caminho. “Eu peço que todos eles sejam homens de bem, que eu os tenha criado de maneira correta e que todo o esforço valha a pena”, finalizou.

g1

Responder

comment-avatar

*

*