Rally Ceagro – Expedição Safra acontece nesta Quinta feira


Durante o desenvolvimento da safra, até o mês de março, o Rally Ceagro/Expedição Safra 2011/12 vai realizar cinco eventos de campo. O primeiro deles foi realizado no final do ano passado no município de Querência, no nordeste mato-grossense. Em 2012 o trabalho continua e a próxima etapa já tem data marcada: dia 26 de janeiro, em Canarana, também no Vale do Araguaia.

“O dia de campo itinerante promete ser bem dinâmico com a realização de uma palestra e seis visitas de campo em propriedades localizadas nos municípios de Canarana, Água Boa e Xavantina”, conta Giovani Ferreira, coordenador da Expedição Safra.

Durante o trajeto entre os municípios serão montados estandes para receber os participantes e serão discutidos assuntos relevantes à região. “Vamos levar palestras e assuntos que realmente interessem ao produtor, que possam ser aplicados em suas propriedades”, afirma Cassiano Prado, gerente comercial da Ceagro…

A abertura será com a economista Vanessa Nardy, do Centro de Inteligência do Agronegócio da PricewaterhouseCoopers, na sede da Ceagro. A palestrante irá abordar o tema sustentabilidade do agronegócio brasileiro.

Após a palestra, os produtores rurais partem para a estrada em comboio para visitar propriedades e conhecer cultivares superprecoces, com maior adaptação para o sistema soja/safrinha; variedades resistentes aos principais tipos lagartas; e cultivares que prometem mais ramos produtivos. “Nosso objetivo é levar ao produtor rural informações e tecnologias que o auxiliem na condução dos negócios, com base nas boas práticas agrícolas, aumento de produtividade e rentabilidade, de acordo com as exigências do mercado. Iniciativas como esta contribuem efetivamente para a descoberta e aprimoramento de soluções mais sustentáveis para o campo” argumenta Nilson Caldas, gerente de Marketing de Cultivos da Unidade de Proteção de Cultivos da BASF para o Brasil.

A programação terá início às 8 horas, em Canarana, e o encerramento está previsto para as 18 horas, em Nova Xavantina.

Região – O Vale do Araguaia, região que até poucos anos atrás tinha apenas imensas áreas de pastagens está sendo dominada pelas lavouras de soja. Em pouco tempo as áreas de cultivo da oleaginosa quase dobrou no Nordeste do Mato Grosso. Na safra 07/08 eram cultivados 445,5 mil hectares, já na safra atual passou para 907,2 mil hectares segundo dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). Com esse número, a região se tornou a quarta maior produtora do estado e responde por 10,83% da produção de soja do Mato Grosso. “São áreas planas, boas para plantar e com preços relativamente baixos se comparados a outras regiões do estado”, explica Daniel Latorraca, gestor do Imea.

Este é o cenário de Canarana, município de pouco mais de 19 mil habitantes que foi colonizada por agricultores vindos do Sul do país na década de 70. Só na cidade são 144 mil hectares de soja e, segundo o Imea, o potencial de expansão é imenso. Segundo Latorraca, existem 3 milhões de hectares com potencial para agricultura na região. “O Nordeste do estado é a nova fronteira agrícola, muitos estão migrando de outras regiões do Mato Grosso que já estão quase no limite para o Vale do Araguaia e cidades da redondeza”, explica o gestor.

Uma das razões para o desenvolvimento da região é a BR 158 que vai do Pará até o Rio Grande do Sul cortando o Nordeste do Mato Grosso. Conhecida como “a estrada da soja”, a rodovia dá acesso ao porto de Itaqui, no Maranhão, e quando sua pavimentação for concluída será a principal forma de escoamento da produção. Para Latorraca, a região tem condições para se tornar a maior produtoras de grãos do estado na próxima década.

Colheita – A colheita da soja começou oficialmente no Mato Grosso no dia 14 de janeiro, porém os trabalhos começaram em algumas regiões de forma isolada no final do ano passado, o que não representou nem 1% do total da área cultivada. De acordo com o último boletim do Imea, a colheita pouco evoluiu nas últimas semanas devido às chuvas que atingem praticamente todo o Mato Grosso. O instituto afirma que a coincidência entre o período de colheita e o de chuva se deve tanto a antecipação do plantio, quanto do ciclo de soja. Apesar o período chuvoso, a colheita não deve ser prejudicada, segundo Latorraca. A estimativa da Expedição Safra é que sejam produzidas 21,4 milhões de toneladas da oleaginosa em 6, 7 milhões de hectares.

Ceagro Losgrobo – A Ceagro grupo Losgrobo é uma empresa que produz e comercializa produtos e serviços para o agronegócio. O Rally Ceagro, em seu 7º ano, está no Centro-Oeste e Centro-Norte do país. A iniciativa foi desenvolvida com o objetivo de conhecer de perto a realidade local e discutir as potencialidades dessas regiões. O Rally é um projeto que tem como foco apresentar soluções para a cadeia produtiva através do contato direto entre técnicos e fornecedores da Ceagro com os produtores rurais. Em locais pré-determinados, o Rally acompanha o desempenho da lavoura, apresenta novas variedades e novas tecnologias de cultivo.

Expedição Safra – Desenvolvida há seis anos pelo Agronegócio Gazeta do Povo, do Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCom), consiste em um levantamento-técnico jornalístico da produção de grãos na América do Sul (Brasil, Paraguai e Argentina), América do Norte (Estados Unidos) e Ásia (China). A sondagem envolve todos os elos da cadeia produtiva, dentro e fora da porteira. Para fazer projeção e balanço da safra, a Expedição discute as principais variáveis que impactam a atividade, como mercado, clima, tecnologia, infraestrutura e novas fronteiras agrícolas. Do plantio à colheita, a cada temporada as equipes percorrem mais de 60 mil quilômetros.

as informações são da assessoria de imprensa

Responder

comment-avatar

*

*