Registrados mais de 800 casos de dengue no mês de janeiro em MT

No mesmo período do ano passado, números chegaram a 9.384.
Segundo a Vigilância Ambiental, queda de notificações já era esperada.

Os casos de dengue registrados no mês de janeiro deste ano em Mato Grosso tiveram uma grande queda com relação aos números contabilizados em 2013. De acordo com os dados do balanço semanal divulgado pelo Sistema de Informação de Agravos de Notificações (Sinan) online, do dia 1º ao até esta quinta-feira (30) foram registradas 865 notificações da doença. No ano passado, no mesmo período foram 9.384 casos. Até o momento, apenas uma ocorrência de morte pela doença está sob investigação em Cuiabá.

Assim como durante os meses do ano passado, o município de Sorriso, distante 503 km da capital, lidera o número de registros, com 308 casos. Em seguida está a capital com 64 notificações e Rondonópolis, com 63 registros. Já Várzea Grande, região metropolitana, teve 35 casos da doença.

Segundo o biólogo da Vigilância Ambiental deRondonópolis, o terceiro município com maior número de casos, José Márcio da Silva, a diminuição dos casos já era esperada. “Normalmente, quando em um ano tem muitos casos, no ano seguinte diminui. Isso porque as pessoas que ficaram doentes no ano anterior vão estar protegidas, porque é uma doença cíclica”, explicou o biólogo.

De acordo com a Secretaria de Saúde do estado, o quadro epidemiológico da doença em Mato Grosso caracteriza-se pela circulação simultânea de dois sorotipos virais, o DENV 1 e a introdução do sorotipo DENV 4.

Prevenção
A população pode combater a dengue limpando as calhas dos telhados e também os pratinhos dos vasos de plantas. As piscinas devem ser mantidas limpas e deve-se evitar a formação de poças d’água. Os materiais que podem acumular água devem ser eliminados e os pneus devem ser colocados em locais cobertos para não acumular água. E as caixas d’água e poços devem ficar bem tampados.

Responder

comment-avatar

*

*